Trechos casa grande e senzala

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2218 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CAPITULO I:

“A miscibilidade, mais do que a mobilidade, foi o processo pelo qual os portugueses compensaram-se da deficiência em massa ou volume humano para a colonização em larga escala...a intima convivência...social e sexual com raças de cor, invasora ou vizinhas...”(pg. 70-72)

“Diante do que torna-se difícil, no caso do português, distinguir o que seria aclimatabilidade de colonizadorbranco – já de si duvidoso na sua pureza étnica...- da capacidade de mestiço, formado desde o primeiro momento pela união...sem escrúpulos nem consciência de raça com mulheres da vigorosa gente da terra.”(pg. 73)

“A falta de gente que o afligia, mais do que a qualquer outro colonizador, forçando-o a imediata miscigenação...Vantagem para sua melhor adaptação, senão biológica, social.”(pg. 75)“... navegação a vapor...: veio beneficiar grandemente as populações tropicais.” (pg.76)

“O português teve de mudar...de trigo para a mandioca;”(pg 76)

“O colonizador português foi o primeiro entre os colonizadores modernos a deslocar a base da colonização tropical da pura extração de riqueza mineral, vegetal ou animal -... – para a de criação local de riqueza.”(pg. 79)

“‘colônia deplantação’... a utilização e o desenvolvimento de riqueza vegetal pelo capital e pelo esforço do particular;... o aproveitamento da gente nativa...” (pg.79)

“... mistura de raças, a agricultura latifundiária e a escravidão...” (pg.80)

“’heterogeneidade racial’ um período, não português, mas promiscuo...” (pg. 81)

“...descriam de Deus...usar de feitiçarias...crimes místicos ou imaginários...Em umpaís de formação antes religiosa do que etnocêntrica, eram esses os grandes crimes e bem diversa da moderna, ..., a perspectiva criminal...pelo crime de matar o próximo, ... o delinquente não... ficava sujeito a penas mais severas que a de ‘pagar de multa uma galinha’...” (pg.82)

“...individuos que sabemos terem sido para cá expatriados por irregularidades ou excessos na sua vidasexual...superexcitados sexuais que aqui exercem uma atividade genésica acima da comum...Garanhoes desbragados...’aventureiros moços e ardentes, em plena força’, com mulheres gentias, também limpas e sãs,... como ‘verdadeiro processo de seleção sexual’...” (pg.83)

“...a liberdade que tinha o europeu de escolher...entre dezenas de índias...No caso do Brasil, ... o português trazia ...toda a riqueza e...variedade de experiências acumuladas ... na Asia e na Africa, na Madeira e em Cabo Verde...o conhecimento de plantas uteis, alimentares e de gozo que para aqui seriam transplantadas com êxito...” (pg. 84)

“... nestas bandas acrescida a família de muito maior numero de bastardos e dependentes em torno dos patriarcas ... mais soltos ... na sua moral sexual ... a família colonial reuniu, sobre a baseeconômica da riqueza agrícola e do trabalho escravo, uma variedade de funções sociais e econômicas ... a do mando político: o oligarquismo ou nepotismo ... queriam os padres ‘indios domesticados para jesus’ ... elemento ponderador como a família ... latifundiária ... aspectos sociais tão diversos da teocrática ... ser excelente povoador ... qualidades de pioneiro as de formador de vida agrícola ...proprietários ... não tinham pela terra nenhum amor...” (pg. 85)

“... uma fácil horticultura e um doce pastoreio ... Curioso ... Brasil se firmasse precisamente em base rural ... não foi espontâneo, mas de adoção, imposto pelas circunstancias ... as qualidades e as condições físicas da terra;” (pg. 86)

“’Essa ausência de riqueza organizada, essa falta de base para organização puramentecomercial’ ... ‘ é que leva os peninsulares para aqui transplantados a se dedicarem a exploração agrícola’.” (pg. 87)

“Os grandes foram por excelência os rios do bandeirante e do missionário, ..., os outros, os do senhor de engenho, do fazendeiro, do escravo, do comercio de produtos da terra.” (pg. 88)

“O bandeirante ... torna-se ... um fundador de subcolonias ... não é dono de terras ... e...
tracking img