Traumatismo raquimedular

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Traumatismo Raquimedular (TRM)

* “Nível Sensitivo e Motor”
* Refere-se ao mais baixo segmento da medula que apresenta funções sensitivas e motoras normais em ambos os lados do corpo.
* Cada raiz de nervo espinal inerva uma área específica da pele e um grupo de músculo

* Dermátomos
* Raízes nervosas que recebem informações sensitivas em determinadas áreas da pele* Miótomo
* Coleção de fibras nervosas inervadas pelo axônio motor está dentro de cada nervo segmentar

* Traumatismo Raquimedular
* Lesão de qualquer causa externa na coluna vertebral, incluindo ou não medula ou raízes nervosas, em qualquer dos segmentos (cervical, dorsal ou lombo-sacro)
* Lesão traumática da raqui (coluna) e medula espinal resultando algum grau decomprometimento temporário ou permanente das funções neurológicas.
* Lesão Primária:agravo mecânico sobre os neurônios
* Lesão Secundária: Alterações bioquímicas e histológicas que ocorrem dias ou semanas após a lesão

Essa destruição em cascata é considerada o foco primário dos tratamentos laboratoriais e clínico para limitar a extensão da lesão na medula.

* Terminologia
* Afetacondução sensitiva e motora
* Os termos indicam o nível da lesão
* Tetraplegia e paraplegia

* Epidemiologia
* Lesão medular ocorre em 15 a 20% das fraturas
* Mundial: 9 a 50 casos por milhão (área urbana)
* Sus 2004 : 505 óbitos e 15.700 internações
* Acidentes de trânsito , 70% acidentes industriais e desportivos
* Brasil: 6 a 8 mil casos/ano
* Sexomasculino 4:1 .Entre 15 a 40 anos
* 10% por manipulação incorreta, 17% pacientes andando na cena do trauma ou foram ao hospital por seus próprios meios.

* Classificação
* Fratura s/ compromisso neurológico, não penetrantes por baixa energia e estáveis
* Fraturas por alta energia, não penetrantes que podem ser estáveis ou instáveis, com déficit neurológico ou não.
*Fraturas penetrantes, geralmente por arma de fogo.
* Fraturas patológicas, associadas com tumores ou enfermidades metabólicas.

* Lesões
* O exame preciso: 24 a 48 horas após a lesão.
* Lesão Completa = geralmente danificam a raiz nervosa no forame.Pode-se esperar que a função dessa raiz, originando-se da medula intacta proximal, retorne em 6 meses.(Umphred, 2004).
* Darcy2004: A lesão total acometendo C5 causará uma tetraplegia.

* Lesão Incompleta
* Presença de preservação sacral, ou seja, preservação parcial ou completa da função motora, sensorial ou ambas, mos segmentos S4 e S5 da medula espinhal. A sensibilidade anal e a contração voluntária do esfíncter anal externo indicam lesão sensorial e motor imcompleta.
* Na lesão incompleta, músculosalguns níveis abaixo da lesão podem estar fracos e ser apenas considerado incompleta desde que os segmentos sacrais estejam preservados.

* Lesão Completa
* Pode existir uma zona de preservação parcial.
* EX: Se a lesão de um paciente é classificada como C5,ASIA A, mas ele apresenta sensibilidade alterada em T1, então T1 será denominada zona de preservação parcial sensorial.

*Nível da Lesão
* Avaliação precisa da sensibilidade e da força muscular = Lesão completa ou incompleta e nível da lesão.
* O Nível da lesão descreve o paciente funcionalmente no que se refere o nível segmentar da medula espinal em que a função permanece e não o nível comprometido.
* Critérios específicos, estabelecidos pelo American Spinal Injury Association (ASIA) são uados paradeterminar o nível e tipo de lesão. “Linguagem Universal”.
* O nível sensorial da lesão é determinada pela última raiz nervosa em que a sensibilidade é normal.
* Pacientes que sofreram lesão raquimedular podem apresentar níveis diferentes de lesão nos lados direito e esquerdo do corpo.

* Escala de Incapacidade da ASIA
* A = Completa . Nenhuma função sensorial ou motora é...
tracking img