Tratamentos do lodo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4109 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TRATAMENTOS E DISPOSIÇÃO FINAL DE LODO

INTRODUÇÃO
A cada geração que passa, são evidentes os efeitos da globalização no modo de vida das pessoas. A população, antes, em sua maioria, rural, gradativamente foi deslocando-se para a cidade, a fim de aproveitar as suas melhores oportunidades de emprego e renda, educação, saúde e entretenimento. Porém, essa elevada emigração do campo trouxe váriosproblemas para as regiões urbanas, os quais afetam o bem-estar da sua população. Um destes problemas é o lançamento de esgoto sanitário sem prévio tratamento nos corpos d’agua, o que é uma grave ameaça à saúde da população.
Por isso é extremamente importante que este esgoto passe por algum tipo de tratamento para a remoção de sólidos grosseiros e areia, e depois seja conduzido até um ponto ondeseu lançamento não prejudique estética e sanitariamente um eventual uso dessa água.
Porém os sistemas de tratamento de esgoto geram um resíduo sólido, denominado lodo, o qual precisa ser convenientemente tratado para que a sua destinação final não aflija o bem-estar social, assim como o do meio ambiente. A gestão deste resíduo é complexa e representa geralmente um custo que varia entre 20 e 60%dos gastos totais de operação de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), mesmo que o seu volume produzido só represente cerca de 1 a 2% do volume de esgoto tratado.
No Brasil, a produção anual é de 150 mil a 200 mil toneladas de lodo desidratado ao ano, sendo que a sua principal destinação é o aterro sanitário. Devido a ainda incipiente coleta e tratamento de esgoto no país e à pressão dasociedade, a qual requer a instalação de melhores condições sanitárias, há uma forte tendência em uma maior disseminação dos serviços de esgoto, o que, por consequência aumentará a produção de lodo a ser tratado e disposto.
Vários estudos têm sido realizados no país a cerca da incorporação deste resíduo em processos industriais, como por exemplo a fabricação de matérias de construção civil, assim comoo seu uso agrícola, sempre atentando-se para os critérios estabelecidos pelas Normas vigentes. Estas pesquisas abrem caminho para o aproveitamento econômico do lodo de esgoto, em substituição ao seu simples descarte. O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de descrever as formas de tratamento e disposição final do lodo nas estações de tratamento de esgoto.

TRATAMENTOS EDISPOSIÇÃO FINAL DE LODO

O esgoto que sai das residências é coletado nas redes de saneamento e destinado à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) para promover o seu tratamento, reduzindo os riscos de poluição do meio ambiente. Nesse processo é gerado um resíduo, o lodo, que se caracteriza por apresentar minerais, coloides e partículas oriundas de matéria orgânica decomposta em suspensão e dissolvida nomeio aquoso, além de metais pesados, agentes patogênicos e contaminantes orgânicos altamente prejudiciais ao homem e meio ambiente em geral.

Ao chegar à Estação de Tratamento, o esgoto passa por um pré-tratamento para a retirada do material grosseiro. A partir daí, o esgoto passa por um processo de biodegradação, no qual os microrganismos, principalmente as bactérias, alimentam-se da matériaorgânica rica em nutrientes presentes, promovendo a sua decomposição.

O tratamento dos esgotos é usualmente classificado através dos seguintes níveis: primário, secundário e terciário:

O tratamento primário visa, por meio de mecanismos estritamente físicos, a remoção de sólidos sedimentáveis e, em decorrência, parte da matéria orgânica. Destina-se principalmente a remoção de sólidos grosseiros,sólidos em suspensão sedimentáveis com a utilização de mecanismos físicos como método de tratamento. As principais finalidades do tratamento são:
- evitar a brasão nos equipamentos e tubulações subsequentes;
- facilitar o transporte de liquido;
- com a remoção de uma grande parcela dos sólidos em suspensão, remova-se também, parte da matéria orgânica.

No tratamento secundário,...
tracking img