Tratamentos de efluentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1184 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ENSINO PRESENCIAL COM SUPORTE EAD
TECNOLOGIA EM GESTÃO AMBIENTAL – MÓDULO SAÚDE AMBIENTAL

JEAN DIAS ALVES RA 224862010

QUÍMICA AMBIENTAL
A Indústria de Embalagens e o Tratamento de seus Efluentes Residuais

Trabalho apresentado ao Curso de Tecnologia
em Gestão Ambiental da Faculdade ENIAC
para a disciplina: QuímicaAmbiental

Professora Luciana Pavanelli

Guarulhos
2010


Jean Dias Alves

QUIMICA AMBIENTAL
A Indústria de Embalagens e o Tratamento de seus Efluentes Residuais

Trabalho apresentado ao Curso tecnologia em gestão ambiental da Faculdade ENIAC para o módulo de Saúde Ambiental

Professora: Luciana Pavanelli

Guarulhos
2010

01 - INTRODUÇÃOEmbalagens

Atualmente vivemos em um mundo de produtos embalados. Praticamente, todos os produtos vendidos são embalados, seja na sua forma final, seja nas fases intermediárias de fabricação e transporte.
Nossa economia tem uma estrutura muito complexa, e a importância da embalagem dentro desse sistema está se tornando cada vez mais significativa. Ela contribui tanto para a diminuição dasperdas de produtos primários, quanto para a preservação do padrão de vida do homem moderno.
De acordo com a pesquisa setorial ABRE/FGV, para muitos produtos a embalagem é o seu símbolo. Cita-se como exemplo, o frasco de perfume, o extintor de fogo, a caixa de lenços de papel, a caixa de fósforos, entre tantos outros. Todos lutam por atenção na prateleira do ponto-de-venda.
RECEITA LÍQUIDA DE VENDASConforme estudo realizado pelo IBRE / FGV para a ABRE, a produção física da embalagem manteve-se estável com um faturamento de R$ 36,2 bilhões registrados em 2009 apesar da retração de 3,79% na produção física no ano.

Faturamento da indústria de embalagem
(em bilhões de R$)


Empresas com 30 empregados ou mais
*Dados estimados
Fonte: IBGE / Pesquisa Industrial Anual (PIA) – Empresa(2007)
Elaboração: FGV

Valor da Produção
O valor da produção nacional de embalagem é representado abaixo pela receita de cada segmento da indústria onde o setor plástico representa 37,13% do total faturado no ano, seguido por papelão ondulado e papelcartão com 28,3% de participação, metálicas (17,58%), papel (7,01%), vidro (5,47%), madeira (2,56%) e têxteis (1,94%).

Fluxograma do processo deextrusão PP
Polipropileno – Ráfia

Fabricação de Embalagens plásticas - Sacaria de Ráfia
As sacarias de ráfia são confeccionadas em polipropileno por sofisticados equipamentos de extrusão e tecelagem e apresentadas com e sem impressão, em até 8 cores. São ideais para embalar alimentos como açúcar, farinha, sementes ou produtos químicos e petroquímicos, como resinas plásticas, fertilizantes eoutros. É utilizado a mais alta tecnologia e rigoroso controle de qualidade em todas as fases do processo de produção.

Figura 01 - Embalagens de Ráfia produzidos na indústria Zaraplast
COMPOSIÇÃO E INFORMAÇÕES SOBRE OS INGREDIENTES

As resinas de Polipropileno são substâncias.
Fórmula Molecular: -[CH (CH3)-CH2]-n (OBS.1)
Nome químico comum ou genérico Polipropileno
Sinônimo PP
Famíliaquímica: HIDROCARBONETO
Nº CAS 009003-07-0;
Ingredientes que contribuem para o perigo
Não aplicável, por se tratar de substância inerte.

PROPRIEDADES FÍSICO-QUÍMICAS

Estado físico: Sólido
Forma: O material apresenta-se na forma de grânulos.
Cor: Translúcido a branco
Odor: Sem odor
pH: Não aplicável
Temperaturas específicas ou faixas de temperaturas nas quais ocorrem mudanças deestado físico:
Temperatura de amolecimento: 125 – 155°C
Temperatura de Fusão: 145 - 165ºC
Ponto de fulgor: Não aplicável
Temperatura de auto-ignição: > 400°C
Limites de explosividade superior / inferior: Não disponível
Densidade: 0, 905 g/cm3
Solubilidade em água: Insolúvel
Solubilidade em outros solventes: Xileno, Decalina, Solventes aromáticos e clorados.
Tratamento de Efluentes de uma...
tracking img