Tratamento eletro´litico de efluentes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2109 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA
FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
ENGENHARIA AMBIENTAL



Arjuna Hoy
Karine Cristina
Marcelo Cândido
Priscila Pereira
Ramieller Douglas
Renata Moreira






TRATAMENTO ELETROLÍTICO DE EFLUENTES
















BELO HORIZONTE – MG
2009
CENTRO UNIVERSITÁRIO UNA
FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
ENGENHARIA AMBIENTALArjuna Hoy
Karine Cristina
Marcelo Cândido
Priscila Pereira
Ramieller Douglas
Renata Moreira











TRATAMENTO ELETROLÍTICO DE EFLUENTES




|Trabalho apresentado à disciplina de TIDIR II – Trabalho |
|Interdisciplinar Dirigido II pelo Curso de Engenharia Ambiental |
|do Departamento de Ciências Sociais Aplicadas do Centro |
|Universitário UNA.|
| |
|Orientadora: Andréia |






BELO HORIZONTE – MG
2009




Sumário


1. INTRODUÇÃO 4
2. OBJETIVOS 4
3. HISTÓRICO 5
4. O FENÔMENO DA ELETRÓLISE 7
5. PROCESSOS DECORRENTES DO TRATAMENTO ELETROLÍTICO 7
6. APLICAÇÕES DOTRATAMENTO ELETROLÍTICO 8
7. ESQUEMA ELETROLÍTICO 9




1. INTRODUÇÃO


No final do século passado, dois pesquisadores ingleses, Leeds e Webster, foram os pioneiros na aplicação do processo eletrolítico para o tratamento de esgotos sanitários misturados à água do mar.
O processo eletrolítico para tratamento de águas residuárias, tais como os esgotos sanitários, vem sendo reavaliado nos últimosanos, após décadas de hegemonia dos processos biológicos. Atualmente, volta-se a discutir a utilização de eletrólise na depuração de águas residuárias, principalmente de indústrias onde a presença de elementos químicos inviabiliza o uso de tratamento biológico.
A utilização da eletrólise no tratamento convencional ainda não teve sua eficiência comprovada. Sabe-se, entretanto, que o processo temvantagens sobre os biológicos, tais como: a não emissão de odores, a ocupação de pequenos espaços, a não suscetibilidade ao metabolismo de organismos. Entretanto, o tratamento eletrolítico tem como grande desvantagem a necessidade de um maior número de pesquisas sobre a corrosão, desgaste e custo dos eletrodos, além de análises mais profundas a respeito dos gastos de implementação e de consumoenergético inerentes ao processo.
A comprovação de sua eficiência e da sua viabilidade é de vital importância, pois vários estudos vêm sendo feitos.
O tratamento eletrolítico possui inúmeras aplicações ainda não exploradas e difundidas, tornando-o um processo que necessita de aprimoramento para atingir maior credibilidade, pois ainda existem muitas dificuldades a serem superadas para que estetratamento seja aplicado mais freqüentemente.


2. OBJETIVOS

O objetivo desta pesquisa é avaliar a viabilidade de utilização do tratamento eletrolítico no tratamento de efluentes, levando em consideração fatores como custo, e eficiência deste tratamento. Contribuindo para uma análise de risco e viabilidade de utilização em larga escala.
3. HISTÓRICO

O processo eletrolítico foi utilizado, naprática, pela primeira vez, por Webster em 1889, logo após ser concebido por Leeds no ano de 1888. Foi aplicado no tratamento de esgotos em Crossness, Inglaterra, e fazia uso de eletrodos de ferro e da adição de água do mar ao efluente a tratar, operando o sistema a uma tensão de
10 volts.
Nos Estados Unidos, na primeira década do século XX, foram desenvolvidos estudos realizados por Harris, em 1909,sobre o tratamento eletrolítico aplicado a esgotos, usando-se eletrodos de ferro e de alumínio. Além disso, foram colocadas em operação duas estações de tratamento utilizando o processo acima, uma em Santa Mônica, que fazia o uso de eletrodos de ferro fundido, e outra em Oklahoma, semelhante à primeira, porém com eletrodos de ferro revestido de cobre. Na segunda estação conseguiu-se obter...
tracking img