Tratamento do sifilis

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9421 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
As Competências dos Profissionais de Enfermagem: Como as Afirmar e as Desenvolver

Actualizado em Sexta, 02 Março 2007 01:03 Escrito por Prof. Ana Queiroz Sexta, 02 Março 2007 01:00
"O conhecimento perito, e desde logo também o conhecimento competente, é uma forma de conhecimento em si mesmo, e não apenas uma aplicação do conhecimento"



AS COMPETÊNCIAS DOS PROFISSIONAIS DEENFERMAGEM: COMO AS AFIRMAR E AS DESENVOLVER

Ana Albuquerque Queirós

Professora Coordenadora na ESEBB


Sumário:

INTRODUÇÃO
1- O QUE É O SABER PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM?
2- AS DIFERENÇAS ENTRE CONHECIMENTO PRÁTICO E TEÓRICO
2.1 AS SUPOSIÇÕES E AS EXPECTATIVAS, OS COMPORTAMENTOS TIPOS
3- DESENVOLVIMENTO DO CONHECIMENTO PRÁTICO
4- AFIRMAÇÃO DO NOSSO SABER PROFISSIONAL/ OSDOMÍNIOS DOS CUIDADOS DE ENFERMAGEM
5- O MODELO DREYFUS DE AQUISIÇÃO DE COMPETÊNCIAS E O ENSINO EXPERIENCIAL APLICADOS À ENFERMAGEM
6- CARACTERIZAÇÃO DA PROGRESSÃO NOS NÍVEIS DE COMPETÊNCIA
CONCLUSÃO



INTRODUÇÃO

Ao longo de muitos anos temos assistido à procura da identidade profissional e à contribuição especifica dos cuidados de enfermagem no sistema de saúde.

No inicio destemilénio nós já não colocamos tanto ênfase neste tipo de questões acerca da natureza do nosso saber profissional nem sobre a sua razão de ser.

O nosso questionamento concentra-se sobre as formas como este saber se pode actualizar e sobre as condições essenciais para se desenvolver. Procuramos de facto encontrar as melhores estratégias que possam contribuir para que se demonstre a mais valia da nossaprofissão no âmbito dos desafios que se colocam a um sistema de saúde que responda às necessidades dos cidadãos na actualidade e no futuro.

Claro que decerto modo, isto significa dizer aos enfermeiros que é preciso fazer mais e melhor, e isto no contexto actual, em que há uma enorme falta de profissionais, em que as rotinas, e os protocolos, surgem como uma das possíveis respostas à grandesobrecarga de trabalho, às deficientes condições de trabalho, à falta de reconhecimento e à desmotivação que se encontra em muitos ambientes de trabalho.

Sim, dizemos isto porque não há alternativa! Baixar os braço e deixar andar não é solução!

Mas precisamos reflectir, clarificar linhas de rumo, definir estratégias e procurarmos ser coerentes neste esforço colectivo. Este texto é uma breveabordagem sobre o tema: Formação/ Competências dos Profissionais de enfermagem , isto é a sua afirmação e desenvolvimento.



1- O QUE É O SABER PROFISSIONAL DE ENFERMAGEM?

OU A DESCOBERTA DO CONHECIMENTO INCLUÍDO NA PRÁTICA DA ENFERMAGEM...

O saber profissional de enfermagem é um saber de acção. Não somente de execução ou de reprodução de actos. É a capacidade de adaptar a condutaà situação fazendo apelo aos conhecimentos. Este fazer face às dificuldades imprevistas e poder de improviso lá, num contexto em que outros não fazem senão repetir gestos (Reboul, 1993).

É um saber profissional porque se trata de um saber no âmbito de uma actividade complexa e organizada. Esta actividade é exercida por pessoas que concretizam planos de formação exigentes que são exclusivosdesta profissão e que permitem a integração de conhecimentos provenientes de várias áreas afins.




Fronteiras da disciplina de enfermagem
Fonte : Adaptado de Meleis,1997, pág103



2- AS DIFERENÇAS ENTRE CONHECIMENTO PRÁTICO E TEÓRICO

«A enfermeira perita apercebe-se da situação como um todo, utiliza como paradigmas de base situações concretas que ela já viveu e vaidirectamente ao centro do problema sem ter em conta um grande número de considerações inúteis (Dreyfus, H., 1979; Dreyfus, S., 1981). Ao contrário, numa situação nova, a enfermeira competente ou proficiente deve apoiar-se num raciocínio consciente, deliberado para resolver de forma analítica um problema de natureza elementar.


2.1- AS SUPOSIÇÕES E AS EXPECTATIVAS, OS COMPORTAMENTOS TIPOS...
tracking img