Tratamento de residuos na zona rural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1007 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Tratamento de resíduos na zona rural
A legislação brasileira coloca a embalagem vazia de defensivos agrícolas na classificação de resíduo perigoso, devido ao alto grau de contaminação humana, e até mesmo ao próprio solo.
Só que até o ano de 2006, pouca coisa era feita em torno desse problema, algumas secretarias de meio ambiente municipais, criavam postos de recolhimento.
Um projeto implantadopela prefeitura de Uruguaiana, teve como objetivo, centralizar e dar uma destinação correta a embalagens vazias de agroquímicos. Esse projeto envolveu um universo de produtores filiados á cooperativa da região, que utilizavam cerca de 60 mil embalagens de herbicidas, 40 mil de inseticidas, 35 mil de fungicidas e 10 mil de outros agrotóxicos.
Em média as embalagens de plásticos representavam 40%de volume total, as de vidro, metal e papelão 50%, enquanto os 10% restantes são de sacos plásticos.
Foi construído um galpão para o recebimento das embalagens, com uma prensa enfardadeira (que produz fardos de 50 a 80 quilos de materiais plásticos ou metálicos), um triturador de vidro e uma área de armazenamento.
Cada um desses materiais, uma vez reunida a quantidade necessária ao processamentoindustrial, era encaminhado para seu destino final, seja para reciclagem ou destruição, sob controle das autoridades ambientais do estado.
O plástico, por exemplo, era destinado a uma empresa da região, que o reciclava, aproveitando-o na produção de artefatos que ofereciam segurança de uso, como conduítes para fios elétricos.
Muitas empresas do Rio Grande do Sul que vendiam defensivosagrícolas, se preocupavam com o descarte das embalagens, com isso possuíam um espaço destinado ao recebimento de tais embalagens, e quase sempre essas embalagens eram incineradas, mas muitas vezes nem todos os produtores, davam o destino certo aos resíduos.
Geralmente produtores de grande porte, tinham um uso mais racional de agrotóxicos, com orientação de um agrônomo, compravam o produto em umestabelecimento idôneo, com nota fiscal, e devolviam a embalagem ao mesmo.
Já produtores com uma estrutura menor, visando reduzir custos, acabavam comprando produtos sem uma orientação técnica e até mesmo sem nota fiscal,nesses casos o descarte muitas vezes era feito na propriedade rural, através de pequenas fossas onde é enterrado o material, ou até mesmo jogado em riachos, causando um dano ambientalgravíssimo.

NOVA LEGISLAÇÃO

Uma lei federal que entrou em vigor no ano de 2007, disciplinou a destinação das embalagens vazias de agrotóxicos, determinando a responsabilidade para o agricultor, revendedor e o fabricante.
Com o apoio do governo federal os fabricantes criaram diversas Unidades de Recebimento as chamadas URs, localizadas em pontos estratégicos.
O agricultor : deverá transportar edevolver as embalagens vazias com suas respectivas tampas, para uma unidade de recebimento mais próxima, no prazo de até um ano contado da data da compra; e manter os comprovantes de entrega das embalagens e a nota fiscal de compra do produto.
O revendedor : vai disponibilizar e gerenciar unidades de recebimento (postos), para devolução. No ato da venda do produto informar aos agricultores osprocedimentos de pré-lavagem.
Caso não possuam UR, informar o ponto mais próximo. Além de fazer constar dos receituários que emitirem, as informações sobre destino final das embalagens.
O Fabricante : Deve providenciar o recolhimento, a reciclagem ou a destruição das embalagens devolvidas ás UR, em no máximo um ano a contar da data de devolução pelos agricultores. Com relação aos rótulos e bulas ,eles devem ser alterados para que constem as informações sobre a pré-lavagem.

Com relação ao transporte

No transporte dos defensivos realizado pelo produtor, principalmente em embalagens frágeis, devem-se tomar os seguintes cuidados: nunca transportar os defensivos junto com alimentos, rações, remédios, etc. nunca transportar embalagens que apresentem vazamentos; embalagens que sejam...
tracking img