Tratado de versalhes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Afonso Costa e as consequências políticas do Tratado de Versalhes

Pequena biografia de Afonso Augusto de Costa:
Afonso Augusto de Costa nasceu em Seia a 6 de Março de 1871. Fez o curso Secundário na Guarda e no Porto e licenciou-se em Direito na Universidade de Coimbra em 1895.
No ano seguinte à sua licenciatura venceu o concurso para Lente Catedrático e passou a leccionar na Faculdade deDireito de Coimbra, acumulando o cargo com o exercício da advocacia. Nessa época destacava-se já como orador na defesa dos ideais republicanos. Em 1900 foi eleito deputado do Partido Republicano Português, pelo círculo do Porto. Voltou ao Parlamento em 1906, desta vez como deputado por Lisboa, onde se distinguiu no combate às instituições monárquicas.
Em 1908 envolveu-se na tentativa de revolução,tendo sido preso.
Com a Implantação da República assumiu o cargo de Ministro da Justiça tendo sido responsável por um importante conjunto de leis como a da Separação da Igreja do Estado, as Leis da Família e as do Registo Civil.
Em 1911 foi o líder de uma cisão do Partido Republicano Português, fundando o Partido Democrático e o jornal O Mundo. Assumiu o cargo de Presidente do Ministério (1ºMinistro) em três períodos: Janeiro de 1913 a Fevereiro de 1914; Novembro de 1915 a Março de 1916; Abril de 1917 a Dezembro de 1917.
Em 1914 defendeu a participação de Portugal na 1ª Guerra Mundial.
Em 1917, durante a ditadura de Sidónio Pais foi preso durante 110 dias. Quando saiu da prisão, exilou-se em Paris, e apesar de viver no estrangeiro, foi nomeado presidente da delegação portuguesa naConferência de Paz de Versalhes e mais tarde presidente da delegação portuguesa junto da Sociedade das Nações. 
Afonso Costa permaneceu em Paris até morrer em 1937

Tratado de Versalhes e Consequências
Com o aparecimento da primeira Guerra Mundial Portugal não detinha consistência suficiente a nenhum nível para se manter neutro a esta eventualidade que se debatia no parecer mundial contra aAlemanha, era um país pobre e militarmente fraco e as suas finanças não eram motivos de descanso. A atitude mais acertada seria o seu apoio militar ao lado dos Aliados e assim o direito a participar na futura Conferência de Paz que regularia a organização da sociedade internacional no pós-guerra.
As marcas deixadas pelo confronto da 1ª Guerra Mundial, foram fortes por toda a Europa, e as colóniasportuguesas não eram excepção. Em 1919 o Presidente da República, enviou para Paris um documento referindo os objectivos do país na Conferência da Paz. Com tudo isto marcou, então, os objectivos nacionais, que passavam por indemnizações dos prejuízos morais e materiais sofridos pelo Estado e particulares nas colónias africanas, e também dos prejuízos sofridos nos bombardeamentos do Funchal e Açores,ao interesse na restituição dos valores dos navios e cargas afundadas ilegalmente pelos submarinos alemães, à restituição da propriedade e valores portugueses existentes em território inimigo e o pagamento das despesas da guerra feitas por Portugal na Europa e nas suas colónias.
Em Janeiro de 1919, com a proclamação da monarquia no Norte, as juntas militares opuseram-se à continuidade de EgasMoniz, sendo, Afonso Costa o nomeado para presidir o Ministério dos Negócios Estrangeiros. Agora a intervenção baseava-se no uso das eventuais reparações e indemnizações como forma de sair da crise económica. Afonso Costa utilizou entrevistas como instrumento diplomático para sensibilizar representantes de outros Estados. É neste percurso que a Sociedade das Nações adquiriu relevo nas conversações, jáque Afonso Costa julgava que Portugal teria maior espelhamento no estrangeiro e maior liberdade face à Inglaterra, oferecendo assim uma maior capacidade de diversificação das suas relações externas.

Mas mais tarde, a Espanha entrou para o Conselho Executivo da Sociedade das Nações. Então, Afonso Costa, em Sessão Plenária da Conferência da Paz, revelou o seu descontentamento com a entrada de...
tracking img