Trasportes terrestres

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1350 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
OPINIÃO

> Síndrome de marfan e esportes
continuação >

manejo dos problemas cardiovasculares
a) Profilaxia - de dissecção ou dilatação aórtica e de endocardite infecciosa
b) Cirurgia - no caso de lesões aórticas, da própria aorta e da válvula mitral
(regurgitações severas)
c) Tratamento clínico
profilaxia da dilatação aórtica
- evitar atividades físicas vigorosas
- Usarbetabloqueadores
- Usar antagonistas do cálcio
- evitar a gravidez

2 ) atletas com dilatação inequívoca da raiz da aorta
(dimensão transversa igual ou maior que 40mm em
adultos ou mais que 2 desvios-padrão da média da
área de superfície corporal em crianças e adolescentes;
z-scores > 2), cirurgia anterior de reconstrução da
raiz da aorta, dissecção crônica da aorta ou outra
artéria, e moderada asevera insuficiência mitral ou
história familiar de dissecção ou morte súbita, podem
participar, apenas, de esportes competitivos com baixo
componente estático (ia) ex.: golfe, bilhar, boliche.

Recomendações da 36ª Conferência de Bethesda

3 ) atletas com Sm, aneurisma aórtico familiar ou
dissecção, válvula aórtica bicúspide ou qualquer grau
de aumento aórtico (como definido nos itens 1 e2) não
deveriam participar de esportes que envolvam risco
potencial de colisão corporal.

a conferência de bethesda relacionada com a cardiologia do esporte se realiza a
cada 10 anos, com a reunião das maiores autoridades do mundo nessa área, e tem
o objetivo de elaborar as recomendações aplicáveis às diversas cardiopatias em
atletas. Sua última edição foi publicada em 2005.

4 ) asrecomendações relacionadas à regurgitação
aórtica são as mesmas do capítulo destinado a essa
condição patológica contidas na 36ª conferência de
bethesda6. n

Síndrome de marfan e esporte

a seguir descrevemos suas recomendações no que diz respeito à síndrome de
marfan5.
1 ) atletas com Sm podem participar de esportes com baixo e moderado
componentes estático e dinâmico (classes ia e iia), senão possuírem uma ou mais
das seguintes condições:
a) dilatação da raiz aórtica (dimensão transversa igual ou maior que 40mm em
adultos ou mais que 2 desvios-padrão da média da área de superfície corporal em
crianças e adolescentes; z-scores > 2).
b) insuficiência mitral de moderada a severa.
c) História familiar de dissecção ou morte súbita em parentes com síndrome de
marfan.
obs.: érecomendável que esses atletas tenham medidas ecocardiográficas da
dimensão da raiz aórtica repetidas a cada 5 meses para uma vigilância rigorosa
do aumento da aorta.

referênciaS:
1.

judge dp, dietz Hc. “marfan’s syndrome”. lancet. 2005; 366:1965-1976.

2.

Silverman, d. i., K. j. burton, j. gray, et al. life expectancy in the marfan
syndrome. am. j. cardiol. 75:157-160, 1995.

3.braverman ac. “exercise and the marfan syndrome”. med Sci Sports exerc.1998;
30(10):S387-S395.

4.

de paepe a, devereux rb, dietz Hc, Hennekem rcm, pyeritz re – “revised
diagnostic criteria for the marfan syndrome”. am j med genet. 1996; 62: 417–
26.

5.

maron et al. – “36th bethesda conference - task force 4: Hcm, other
cardiomyopathies, and marfan”. j am coll cardiol. 2005;45:1340-1345.

6.

bonow et al. 36th bethesda conference. task force 3: valvular Heart disease” –
j am coll cardiol. 2005; 45(8):1334–1340.

Correção de Erro da Revista do DERC
na edição 44, na página 24, no segundo parágrafo do subtítulo “os números da resposta eletrocardiográfica”, referente ao artigo
“numerologia da ergometria”, de autoria dos drs. augusto Uchida, fernanda Storti e paulo moffa,onde se lê “> de 15ms indica
alto risco de taquicardia ventricular isquemia-induzida.”, leia-se “> o alargamento de QrS de 15ms indica alto risco de taquicardia
ventricular induzida por isquemia.”

8

derc

Sobre teste ergométrico,
Hipertensão arterial,
caravelas e navegadores
garanto que a curiosidade de vocês não resistiu à estranheza do título e os fez iniciar
a leitura deste...
tracking img