Transtorno do panico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2766 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO


O pânico é uma reação, há muito tempo, conhecida pela humanidade. Os gregos já a descreviam e criaram toda uma elucidação mitológica na tentativa de entender aquilo que temiam. Portanto tinha pânico aquele que ao considerar algo tremendamente feio sofria uma paralisação. Sobre o aspecto histórico o nome Pânico tem ascendência no nome do Deus grego Pan, um ser transgênico, acombinação entre um ser humano e uma cabra. Este deus era muito feio e teria assustado a própria mãe a ponto de fazê-a correr após seu parto. Este deus vivia nas montanhas da Arcádia e seu comportamento mais comum era surgir, sem avisos, na presença das pessoas que, apresentavam em conseqüência, extrema reação de medo e intensos sinais de ansiedade, surgindo daí o termo pânico. Há referências deque os gregos arquitetaram um templo ao deus Pan na Acrópole, nos arredores do mercado principal de Atenas denominado Ágora: local ou praça pública. Assim foram observadas pessoas (pela civilização grega) que apresentavam medo de ir a este local, onde o termo Agorafobia começou a caracterizar o medo de freqüentar tal mercado, ou melhor, os locais públicos. Provavelmente desde tal período aassociação se mostrou profícua entre o Transtorno do Pânico a Agorafobia (Caetano, 1990).
Os transtonos mentais caracterizam-se por uma falha do indivíduo em comportar-se de acordo com as probabilidades de sua comunidade o que leva a uma forma imperfeita de viver, e seus sinais são expressos no desempenho individual, afetando-o em cada aspecto e refletindo-se em seus pensamentos, sentimentos eações. O indivíduo não obtém mais encontrar soluções suficientes para seus conflitos e seus mecanismos de defesa são aproveitados de forma menos eficaz. (OMS & ONU, 2001).





















Transtorno do pânico

O transtorno do pânico, síndrome do pânico ou ansiedade paroxística episódica é uma condição mental que faz com que o indivíduo tenha ataques depânico esporádicos, intensos e muitas vezes recorrentes. Pode ser controlado com medicação e psicoterapia. É importante ressaltar que um ataque de pânico pode não constituir doença (se isolado) ou ser secundário a outro transtorno mental

Causas do pânico

Não existem causas conhecidas para o transtorno ou crises de pânico. No entanto alguns fatores podem contribuir para o seu desenvolvimento:
•Fatores genéticos;
• Estresse;
• Alterações em estruturas cerebrais.

Fatores de risco para o transtorno de pânico

Sintomas de pânico geralmente iniciam-se na adolescência até por volta dos 30 anos. É mais comum em mulheres do que em homens.
Muitas pessoas têm apenas uma ou duas crises de pânico no decorrer da vida, e o problema desaparece, sem evoluir para um transtorno depânico.
Alguns fatores podem elevar o risco de alguém desenvolver o transtorno de pânico, tais como:
• Parentes com síndrome do pânico;
• Evento estressante significativo ou duradouro;
• Morte ou doença séria em pessoas amadas;
• Abusos físicos ou sexuais na infância;
• Acidentes, assaltos, estupros ou outros eventos traumáticos.

Diagnóstico do pânico

O diagnóstico dasíndrome do pânico é realizado por um médico, em especial o médico psiquiatra. Para isto, o médico fará uma consulta para detalhar toda história do quadro e também solicitar exames que servirão para descartar outros diagnósticos, como problemas cardíacos ou de tireóide.

Avaliações e testes podem incluir:

• Anamnese, que inclui uma entrevista detalhada sobre a história das crises.
• Examefísico, tais como avaliação do coração e da pressão arterial.
• Exames laboratoriais, tais como exames de sangue como hemograma, glicose, bioquímica e hormônios da tireóide.
• Exames de imagens, tais como tomografia computadorizada de crânio.

A solicitação de exames complementares depende da avaliação médica e de cada caso.
Nem todo mundo com crise de pânico tem o diagnóstico...
tracking img