Transtorno do panico

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1825 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Fundação Presidente Antônio Carlos
Faculdade Presidente Antônio Carlos
Unipac de Uberaba
Curso de Tecnologia em Logística e Gestão Comercial

Psicologia Aplicada nas Organizações

Síndrome do Pânico
Ou
Transtorno do Pânico

Uberaba/MG
2012
Fundação Presidente Antônio Carlos
Faculdade Presidente Antônio Carlos
Unipac de Uberaba
Curso de Tecnologia em Logística e Gestão ComercialWashington Luis da Silva - Logística
Harley Christian de Castro - Logística
Fernanda Lorena Ribeiro - Gestão Comercial
Josiane Ribeiro Barboza - Gestão Comercial

Prof. Adriano Nicolau

Uberaba/MG
2012
Curiosidade

A historicidade do pânico.

Conforme Abrão (2004), o sentimento de pânico tem uma explicação mitológica. Pã, um dos deuses da Grécia Antiga – e que “emprestou” o nomepara o transtorno - costumava pregar sustos que deixavam as vítimas, literalmente, em pânico. Pã era um deus diferente, ao contrario contrário dos outros deuses, não habitava o cume do monte Olimpo. Vivia no campo, cuidando dos rebanhos, das manadas, das colmeias. Ajudava os caçadores a encontrar suas presas e participava das orgias realizadas pelas ninfas. Personificava a potência sexual e afecundidade.
Apesar de sedutor, alegre e bem-humorado, Pã era feio. Tão feio, que dizem que a mãe, ao vê-lo pela primeira vez, fugiu dele, morta de medo da criatura de chifre, barba, pernas de bode e rabo que acabara de vir ao mundo. Em vez de maldizer esta sina, ele brincava com a própria feiura – usava-a para pregar peças nos humanos. Saltava às costas das vítimas de repente, apavorando-as. Quandoo viam, com aquele aspecto horrível, elas ficavam ainda mais aterrorizadas. E fugiam em disparada.
Pã se divertia muito com isso. Gargalhava enquanto observava as pessoas correndo, assustadas, pelos bosques. Ele tinha uma vida simples. Modesto, nem de longe lembrava a imponência e a vaidade dos outros deuses. Só fazia questão de tirar uma soneca à tarde. Quando perturbado nessa hora,vingava-se, assustando quem o incomodava. Os deuses o desprezavam, embora se divertissem com ele. Mas reconheciam seu grande talento, sua criatividade e seus poderes. O interessante é que se pode encontrar pontos em comum entre o mito de Pã e a Síndrome do Pânico, como Pã, o pânico ataca de repente e apavora. Como Pã, o pânico revela a face feia, terrível, da vida.

Introdução
De onde vem a Síndrome doPânico?
Através de séculos as pessoas sofrem atormentadas pelos calafrios, tremores, palpitações, medo de enlouquecer, de perder o controle. Aos olhos de quem sofre, surge a pergunta? O que será que eu tenho? Estamos falando de Síndrome do Pânico, algo que ainda é novo em nossa literatura e mesmo em nossa população. Muitos sofrem, sem saber do que realmente se trata, migram de hospitais emhospitais à procura de uma solução, que muitas vezes ficam a espera de informações.
A terminologia Síndrome do Pânico é a que está descrita no DSM-IV (Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais) e que será conceituada em uma sessão própria, já o termo Transtorno do Pânico está definido no CID-10(Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde) e tambémserá detalhado mais adiante. O que cabe destacar aqui é que ambas as definições se referem ao mesmo quadro patológico e por isso serão abordadas com o mesmo sentido ao longo do trabalho, embora nas suas definições possuam especificidades que as diferenciem.
Na Síndrome do Pânico há períodos súbitos de pavor com uma sensação inexplicável de desgraça iminente acompanhadas de vários sintomasfísicos e cognitivos, como taquicardia, tremores, sensação de que o ambiente está alterado ou irreal e medo de morrer. Estes sintomas se desenvolvem abruptamente e têm seu pico em torno de 10 minutos.
A Síndrome do Pânico vem crescendo na população mundial, sendo um problema importante a ser averiguado. Atualmente a maioria dos novos casos não é reconhecida, diagnosticada ou tratada de forma...
tracking img