Transferir

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4487 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
            A MUNDIALIZAÇÃO DA ECONOMIA
 
 
            Na atual geografia do planeta,  espaços isolados são muitos raros, devido à mundialização sem precedentes da economia e da vida dos homens, que, progressivamente,  vão se transformando em cidadãos do mundo.
            Hoje, os produtos agrícolas e industriais são intercambiados  mundialmente e o movimento da economia vai transformando oplaneta num lugar praticamente sem fronteiras e cada vez mais urbano e industrial.
            Um dos protagonistas desse processo de mundialização são as empresas multinacionais, ou seja, empresas que possuem filiais fora de seu país de origem, estando, portanto, instaladas em mais de um país.
Atuantes nos mais variados setores, como o industrial, o agrícola, o bancário, o comercial, o deserviços e etc..., essas empresas conseguem definir suas estratégias como se o mundo não tivesse fronteiras. Na verdade, é graças à atuação globalizada das empresas multinacionais e à necessidade de planejar suas atividades pêlos espaços mundiais que as fronteiras vão sendo, literalmente, superadas.
 
 
 
                                                 O TAMANHO DAS EMPRESAS MULTINACIONAIS 
 
 
            Existem várias empresas multinacionais que tem obtidos nas últimas décadas grandes faturamento brutos, vamos ver o exemplo da General Motors, que é uma empresa do ramo automobilístico.
A imagem das empresas multinacionais está associada, sobretudo, ao seu grande porte. Contam, em geral, com diversas instalações em seus países de origem e em vários outros paísesdo mundo. Por causa de suas dimensões, lidam com fantásticas somas de dinheiro. Isso é fácil de perceber se fizermos uma comparação entre o faturamento bruto anual das vinte maiores empresas multinacionais e o Produto Interno Bruto ( PIB ) – que representa toda a movimentação econômica anual  - de cada um dos países do mundo.
Considerando que o mundo tem cerca de duzentos e trinta países (230 ), apenas 26 países apresentam um PIB superior ao faturamento da General Motors. Esses dados são suficientes para demostrar que se trata de empresas gigantescas, que lidam com uma quantidade de recursos muito maior do que a maioria dos países do mundo. Por isso, é justo supor que elas dispõem de uma capacidade de influência econômica muito grande, afetando as decisões de política econômica demuitos países.
Por definição consideram-se multinacionais as empresas que desenvolvem suas atividades em mais de um país. Porém, para podermos compreender o real significado e importância dessas empresas no mundo de hoje, é fundamental identificar com precisão o ambiente político-econômico em que elas surgiram e se desenvolveram.
       A FORMAÇÃO DAS GRANDES EMPRESAS 
 
Países europeus como o Reino Unido, França, Alemanha, Bélgica entre outros já dominaram diretamente vários territórios espalhados por quase todo o mundo, constituindo seus impérios coloniais. Os interesses desses Estados colonizadores estavam ligados a diversos fatores. Os domínios territoriais serviam não somente como fontes de matérias-primas e de riquezas minareis, mas tambémcomo mercados cativos para os produtos das metrópoles. Mesmo os territórios desprovidos de alguns desses atrativos eram colonizados por uma potência somente para que não caíssem em outras mãos.
Para explorar esses domínios, as metrópoles incentivaram, promoveram e até concederam a inúmeras empresas facilidades de  operação nas colônias. A Royal African Co., a East Índia Co., a BritsihPetroleum, a Compagnie Française de Pétroles e a Union Minière du Haut Katanga são apenas algumas das empresas britânicas e francesas que atuavam nas metrópoles e nas colônias, podendo, portanto, ser consideradas multinacionais. Como o Estado metropolitano utilizava-se dessas empresas para viabilizar sua exploração colonial, podemos dizer que agia como promotor da multinacionalização.
 ...
tracking img