Tragetória do serviço social no brasil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1759 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

Cecilia Meireles

a trajetÓRIA DO SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL

Eunápolis
2011

ARIANE FELIX OLIVEIRA

a trajetÓria do serviço social no brasil

Trabalho apresentado ao Curso Seviço Social da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina. Portfólio individual

Eunápolis

2011SUMÁRIO

Introdução 4

Desenvolvimento 5

Conclusão11

Referências Bibliográficas 12

Introdução

O surgimento da profissão data, no Brasil, da década de 1940, época do Estado Novo de Getúlio Vargas e da implementação das leis trabalhistas.
Foi também um período em que o país começou a estabelecer a sua indústria debase e a constituir-se capitalista. A sociedade de então passou a sentir falta de um profissional capacitado para ajudar a promover o bem-estar social, uma vez que se tornaram visíveis as desigualdades surgidas da relação entre capital e trabalho.
A profissão de serviço social também iniciou-se a partir do desenvolvimento do capitalismo, no período da Revolução Industrial, para suprir a necessidadede um trabalho voltado para a classe trabalhadora, como já foi citado acima. As diferenças impostas pelo capital dividia a sociedade entre oprimida e opressora, ficando a primeira com os proletariados e a outra com os donos do poder. No Brasil a profissão surgiu em 1936, com a inauguração da primeira escola em São Paulo, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), fortementeatrelado aos princípios do catolicismo. As primeiras entidades sociais foram organizadas pela Igreja Católica para atuar com a classe trabalhadora.

DESENVOLVIMENTO

No Brasil a "semente" do Serviço Social foi plantada junto ao nascimento ao projeto político da Igreja católica. Eram os anos 30, em cujo momento histórico houve a passagem do capitalismo concorrencial para o capitalismo monopolista, eo Estado utilizava mecanismos à efetivação de sua interferência nos diferentes setores da vida social. Deste modo, o primeiro projeto do Serviço Social unia-se a uma ala do clero que insistia na reorganização da classe trabalhadora. Foram criados os Círculos Operários, substituídos, no final do Estado Novo, pela JOC – Juventude Operária Católica. Houve uma influência recíproca entre astransformações histórico-político-econômico-sociais e a atividade do Serviço Social desde seu começo até nossos dias.
A evolução do Serviço Social no Brasil dividida em três momentos:

1ºmomento:
Entre os anos de 1930 a 1945, coincidindo com dois grandes fatos político-sociais: a Segunda Guerra Mundial (Europa) e o período do Estado Novo (Brasil).
Os modelos importados não se enquadravam na realidadebrasileira e fizeram com que o Serviço Social fosse assistencial, caritativo, missionário e beneficente.

2ºmomento
Entre os anos de 1945 a 1958, acompanhando o desenvolvimento da tecnologia moderna, científica e cultural houve maior intercâmbio entre o Brasil e os USA. Os profissionais conscientizaram-se da necessidade de criar novos métodos e técnicas adaptados à realidade brasileira.3ºmomento
A partir da década de 60 até hoje, caracterizando-se pelo movimento de reconceituação e tendo como marco referencial a procura de um modelo teórico-prático para nossa realidade. O Serviço Social fundamenta sua teoria nas Ciências Sociais, para inserir-se nos fenômenos em transição, procurando capacitar o homem para que lute, construa e contribua para as reformas sociais.
As funções...
tracking img