Tragédia dos comuns

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1869 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Prefácio
Parte 1: Tragédia dos comuns- origem, conçeito e exemplos.
1.1- Introdução
1.2- Origem do termo “ tragédia dos comuns”
1.3- Definição
1.4- Alguns exemplos
Pate 2: Tragédia dos comuns- areas de aplicação, enquadramento ambiental e soluções.
2.1- Áreas de aplicação
2.1.1- Na biologia evolutiva
2.1.2 -Na evolução social
2.2- Soluções
- Biblíografia



1- Introdução
Ofenómeno de uma sobreutilização de recursos económicos, isto é , um nível de actividade de exploração de um recurso económico acima da capacidade de renovação natural do bem em causa, com o objectivo de maximizar os rendimentos, pode originar a chamada “ tragédia dos comuns“. Uma designação que reporta a ocorrência de um resultado subótico na exploração de recursos económicos comuns, o qual por ser delivre acesso acaba por gerar um sobreuso, ou seja, um resultado acima daquele que seria socialmente óptimo.
A melhor política do ambiente, é sem dúvida, o contributo para a criação de condições que permitam evitar as perturbações ao ambiente, em vez de se limitar a combater posteriormente os seus efeitos, há, pois, que adoptar princípios gerais de avaliação do impacto de projectos humanos noambiente, com vista a coordenar os processos da respectiva aprovação…
Assim, a avaliação do impacto ambiental constitui uma forma privilegiada de promover o desenvolvimento sustentável, pela gestão equilibrada dos recursos naturais, assegurando a protecção da qualidade do ambiente e, assim, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida de todos nós. Mas, ainda assim, nomeadamente em relação aosgrandes projectos, trata-se de um processo de elevada complexidade e grande impacto social, envolvendo directamente a vertente económica…

2- Origen do termo
A tragédia dos comuns foi um termo usado pela primeira vez por Garret Hardin em 1968, o qual apontava como consenquência inevitável do crescimento populacional, a criação de um verdadeiro efeitos trágicos no uso dos recursos naturaisconsiderados de uso comum, isto é, aqueles sob os quais não haveria propriedade privada definidas sobre os mesmos, e que portanto haveria livre acesso ao seu uso, seja por consumidores ou por produtores.
Para uma distinção mais rigorosa, entretanto, não basta o livre acesso para caracterizar um bem comum, pois, se assim o fosse, não haveria distinção entre um bem comum e um bem público. A distinçãofeita é que enquanto um bem público caracteriza-se por apresentar um consumo nao-rival e não-excludente, o bem comum é caracterizado por apresentar um consumo-excludente, embora rival. Isto quer dizer que, o consumo de um bem comum por um agente não impede que o outro venha fazê-lo. Porém ao consumir um bem comum um agente diminui a quantidade disponível ou o benefício decorrente da quantidadeconsumida do bem para o outro. O efeito trágico aludido seria, então, que o consumo do bem por um agente que visa maximizar seu resultado indivídual, gera uma utilidade negativa para com aqueles que também fazem o uso comum do bem. Como resultado todos os agentes que utilizam o recurso acabam por levar a um resultado social negativo, que pode ser dividido em duas partes:
Em primeiro lugar seria osobreuso do recurso o qual deriva a sua exaustão ou degadação ou ainda a poluição excessiva.
Em segundo lugar seria que a utilidade marginal de seu consumo ou sua produtividade marginal tenderia para zero.
Seriam exemplos de bens comuns, os recursos dos oceanos(recursos pesqueiros), os recursos das florestas( recursos florestais), entre outros.
3- Conçeito
A tragédia dos comuns é um tipo dearmadilha social, frequentemente econômica, que envolve um conflito entre interesses individuais e o bem comum no uso de recursos finitos. Ela declara que o livre acesso e a demanda irrestrita de um recurso finito, termina por condenar estruturalmente o recurso por conta de sua superexploração.
Tal noção não é meramente uma abstração, mas suas consequências manifestam-se literalmente, em...
tracking img