Trafico negreiro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2385 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO 3

2 DESENVOLVIMENTO 4

3 CONCLUSÃO...........................................................................................................7

REFERENCIAS............................................................................................................8
1. INTRODUÇÃO


Este trabalho tem por objetivo relatar a importância das participações dos paísesda Europa no trafico transatlântico de escravos.
Bem como podemos dizer que os primeiros transportes de escravos transatlânticos aconteceram da África para as Américas certamente em 1519, Ao logo do século XVIII, quase três quintos dos escravos foram transportados por Inglesas, holandesa, Dinamarquesa e Francesa. Embora as revisões ao trabalho de Curtin não pareçam grandes em termos do volumestotal, houve algumas mudanças importantes em como esta total esteve distribuídos em ambos os lados Atlântico, e particularmente nas Américas.
Vamos relatar as dificuldades que os escravos passavam, nas navegações, como eles eram tratados, e mortos durante uma longa viagem de muito sofrimentos, em diferentes países.



















2. DESENVOLVIMENTOPodemos dizer que os portugueses foram os primeiros a transporta escravos da África para as Américas. Contudo isso ao longo do século XVIII três quinto dos escravos foram transportados por embarcações inglesas, francesas. Holandesas e dinamarquesas.
Os escravos ao embarcarem em navios europeus não tinha a certeza que iriam chegar em seus destinos, devidos vários obstáculos que osmesmo enfrentavam nas viagens como doenças, fome, torturas acidentes etc..
No inicio do século XVI era normal que entre 5% e 10% da tripulação não chegasse viva ao fim da viagem. eram vários motivos uns desses motivos eram as doenças e acidentes; entre as doenças mais mortíferas seria a disenteria causada pela água pela água poluída. Também os priores ( ataques de frio) eram muitostemidos ¬¬---por esse nome eram conhecidas as febres, que poderiam ser desde resfriados ate pneumonias.
Não foi difícil para os portugueses fazer uso do trabalhador africano em larga escala. Afinal desde 1443 eles já traficavam seres humanos da África para as ilhas do atlântico e para a Europa.
Os escravos eram originários de varias partes da África. Pertenciam a diversasetnias, como formas de organização social e manifestações culturais também diferentes. Entre os povos de origem, havia alguns que apresentavam “notável progresso na agropecuária e no artesanato, principalmente no trabalho com metais, especialidade em que, sob alguns aspectos, se achavam mais adiantados do que os europeus da época”
Sabe que a escravidão já existia na África antes dachegada dos europeus, embora tivesse um significado diferente nas sociedades locais: só a guerra levava um povo a escravizar outro. A exploração européia provocou completa mudança nesse quadro. Alguns povos africanos passaram se a especializar na captura de prisioneiros e se fortaleceram justamente recorrendo a guerra e a venda dos capturados ao traficantes de escravos.
Como trafico setornou mais complexo e passou a mobilizar chefes locais, que trocavam seus prisioneiros de guerra por diversas mercadorias, como aguardente e o fumo produzidos na América. Uma vez comprados, os escravos eram embarcados em navios – os chamados navios negreiros ou tumbeiros--- e enviados ao continente americano.
As condições da viagem transoceânica justificavam o nome de tumbeiro (tumbaou túmulo), dados aos barcos. Compridos em grandes números de porões das embarcações — entre 100 e 400 pessoas, os escravos viajavam quase nus, sufocados pela falta de ar e torturados pela fome e sede.
Essas torturas eram lentas e muito prolongadas: saindo, por exemplo, da Angola, o navio levava em media 35 dias para chegar a Pernambuco e 40 para alcançar a Bahia muito escravos...
tracking img