Trabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1462 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Filme “ A classe operária vai ao paraíso”
Etapa- 1
O filme se passa nos anos 70, época em que os operários faziam um trabalho pesado nas fábricas, que não lhe dava satisfação e nem mesmo sabiam , muitas vezes, o objetivo do seu trabalho canta a história de um operário, Lulu Massa, que é consumido pelo capitalismo e tem no seu trabalho todo a sua vida. Ele é um operário modelo, ultrapassandotodas as cotas estipuladas pela empresa e assim não sendo muito bem visto pelos companheiros de trabalho. Porém em acidente de trabalho acontece e Lulu perde um dedo. A partir disso Lulu começa a encarar o trabalho de forma diferente, vendo nele próprio escravo dessa exploração e começa a confrontar seus superiores. Dois movimentos (sindicatos e estudantes) brigaram pelos direitos dostrabalhadores. Os sindicatos buscando a negociação e os estudantes contestam as cotas (metas) de produção que gera competividade e hostilidade entre os trabalhadores. Os sindicatos buscando a negociações e os estudantes buscando uma revolução. Lulu Massa toma então o lado dos estudantes e contestam as cotas (metas) de produção que gera tanta competividade e hostilidade entre os trabalhadores da fábrica.Porém, após uma greve, Lulu é demitido. Ele leva para sua casa os amigos revolucionários, o que leva a sua mulher a abandona- lo. Ela discordava as visão comunista dos estudantes e mostra sua preferência pelo capitalismo ao falar que um dia teria um casaco de vison. Os estudantes com medo que ela chamasse a policia, também foram embora. Ele então se revolta e percebe o quão controlado era pelo trabalhoe pelo consumo na maior parte de objetos um valor real.Os sindicalista então lhe dão a notícia que um acordo foi feito e que ele foi readmitido. Com a negociação, o sistema de metas é revisto e Lulu volta a se integrar.
O filme “ A classe operária vai ao paraíso “, do diretor Elio Petri feito em 1971, retrata um período em que o Ford ismo já começa sua fase de decadência, mostrando o retorno dainsatisfação do operário italiano.(retorna da luta de classes e de falta de disciplinas) por meio dos sindicatos, a atuação dos estudantes, e a situação disse trabalhador tanto dentro do ambiente de trabalho como fora.
Já na primeira cena do filme em que o protagonista acorda com o som do seu despertador ao mesmo tempo em que sonhava com o barulho da sirene da fábrica que trabalha a BAN, podese perceber a rotina em que o trabalhador do sistema vive chegando ao ponto, por causa da constante seqüencia automatizada de operações padronizadas ( como diz Theodor Adorne em seu texto “A industria cultural” ) esse trabalhador continua sendo se comportando como se ainda estivesse na fábrica. Lulu quando está dormindo passa a realizar com as mãos os mesmo movimentos que usa ao trabalhar namáquina da fábrica. Na cena seguinte do filme, quando Lulu continua sua rotina matinal passa por uma seqüência de objetos, como um balão em forma de pato, bichos de pelúcia, bonecos. Isso mostra a posição dos trabalhadores como já consumidores modernos. Em diversas outras cenas do filme se faz a referência do consumo impulsivo que se dá pelo consumidor moderno, como quando Lulu está sozinho em sua casaapós perder seu emprego e começa a averiguar os seus bens com intenção de vendê- los, passa então a dizer o valor da compra desses objetos, o preço que pode arrecadar ao vender as horas de trabalhos que necessitou para compra- los. Por serem na maioria das vezes objetos sem utilidades, a não ser decorativa, a diferença do preço pelo que foi pago ao que venderia é alto, mostrando assim os efeitosda necessidade criado pela duplicidade que se faz esse consumidor.

Resumo: sobre A classe operária vai ao paraíso
Etapa- 2


Lulu adorado por seus superiores por ser um trabalhador extremamente dedicado e odiado pelo mesmo motivo por seus colegas de trabalho, Lulu vive entregue aos sonhos do consumo da classe média, alienado em meio aos movimentos de protesto de sua classe, até que um...
tracking img