Trabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1356 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Acredito também que a sociedade interfere sim tanto na moral quanto na educação do individuo, pois questionamos a nossa existência e nossas relações uns com outros na “sociedade”, e nela há varias vivencias e culturas, logo se cria um modelo ideal a ser seguido o da maioria, englobando fatores educacionais, econômicos, políticos e sociais, dos quais conduzem nossas ações no lugar em que estamosinseridos. Um grande exemplo foi dado nas aulas, e é dito verdade onde quando crianças são induzidas a aprender a comer e beber, em pro da sobrevivência, ou seja, se socializa.



Weber em seu livro ¿A ética protestante e o espírito do capitalismo¿ levantou a tese de que as novas formas de se relacionar com o divino, instituíram novos valores sociais, econômicos, políticos e culturais queculminaram na formação de um novo modelo de sociedade, o capitalista. É uma leitura essencial para a compreensão da nossa realidade social. Vamos a ela?

Unidade 2 – O trabalho como elemento central na constituição do ser social

Antes de começarmos nossa discussão do trabalho do professor, acredito ser importante definirmos o que Marx pensa sobre o trabalho. Partimos do pressuposto de que é pormeio do trabalho, no sentido marxista, que realizamos transformações intencionais, planejadas, que tem como resultado um produto real e concreto que antes só existia na mente humana. MARX (1985, p. 149), argumenta que é precisamente o trabalho que diferencia os homens dos outros animais quando afirma que:

O texto a seguir é um trecho clássico do livro O Capital de Marx quando ele define aconcepção real do trabalho.

Uma aranha executa operações semelhantes as do tecelão, e a abelha envergonha mais de um arquiteto humano com a construção dos favos de sua colméia. Mas o que distingue, de antemão, o pior arquiteto da melhor abelha é que ele construiu o favo em sua cabeça, antes de construí-lo em cera. No fim do processo de trabalho obtém-se um resultado que já no início deste existiu naimaginação do trabalhador e, portanto idealmente.

É através do trabalho humano que as realizações objetivam e exteriorizam os sujeitos que fazem parte do mundo. Esse trabalho é atividade humana que transforma o mundo ao mesmo tempo em que transforma o sujeito. “Ao atuar, por meio deste movimento, sobre a natureza externa a ele e ao modificá-la, ele modifica, ao mesmo tempo, sua própria natureza”(Marx, 1985, p.149). É assim que o homem se reconhece em seu trabalho e se orgulha daquilo que constrói, dando-lhe significados. Aqui podemos compreender que o homem se reconhece no mundo através do seu trabalho!

Mas segundo Marx, o processo de trabalho no modo de produção capitalista impede a realização do trabalho criativo, e consequentemente, a formação do trabalhador como responsável pelaconstrução social. Vocês podem estar se perguntando: Como e por que isso acontece? Marx deu uma resposta muito bem clara: em virtude do processo de divisão da sociedade em classes sociais, através da mais valia e da propriedade privada dos meios de produção. Como consequência desse processo, temos a categoria da Alienação como elemento que impede os sujeitos de se compreenderem como produtores detudo: política, cultural, ideologia, musica, prédios, casas, educação.

Mas será que conseguimos romper com a alienação imposta pela sociedade capitalista? Vinicius de Moraes, na poesia “O homem em construção” demonstra como esse processo se efetiva. Leia a poesia e responda a essa questão: Em que momento podemos verificar a ruptura da alienação imposta pelo trabalho alienado? Guarde sua respostapara daqui a pouco!

E por que trabalhar a ruptura da alienação em Marx, no processo de formação de professores? Lembram da resposta a pergunta lançada acima? Pois bem, o professor é um dos responsáveis por ajudar no processo de ruptura da leitura de mundo imposta pela sociedade capitalista. Isso mesmo! Somos mediadores do conhecimento, e para isso temos que ter claro que ideologicamente,...
tracking img