Trabalhos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4857 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SOCIEDADE CONTRA ESTADO: CLASSE E EDUCAÇÃO

A idéia de que não existe coisa alguma de social na educação; de que, como a arte, ela é "pura" e não deve ser corrompida por interesses e controles sociais, pode ocultar o interesse político de usar a educação como uma arma de controle, e dizer que ela não tem nada a ver com isso. Mas o desvendamento de que a educação é uma prática social pode sertambém feito numa direção ou noutra e, tal como vimos antes, pode se dividir em idéias opostas, situadas de um lado ou do outro da questão.
Vamos por partes, portanto. Até aqui chegamos: a educação é uma prática social (como a saúde pública, a comunicação social, o serviço militar) cujo fim é o desenvolvimento do que na pessoa humana pode ser aprendido entre os tipos de saber existentes em umacultura, para a formação de tipos de sujeitos, de acordo com as necessidades e exigências de sua sociedade, em um momento da história de seu próprio desenvolvimento. Não procurei inventar uma nova definição, porque delas acho que já há demais. Procurei reunir as idéias correntes entre os que concebem a educação como Durkheim.
Assim, dos dois historiadores da educação de cujos livros aprendi quasetudo o que disse sobre Grécia e Roma, um deles dirá o seguinte:

"Primeiro que tudo; a educação não é uma propriedade individual, mas pertence por essência à comunidade. O caráter da comunidade imprime-se em cada um dos seus membros e é no homem... muito mais que nos animais, fonte de toda a ação e de todo o comportamento. Em nenhuma parte o influxo da comunidade nos seus membros tem maior forçaque no esforço constante de educar, em conformidade com o seu próprio sentir, cada nova geração." (Werner Jaeger).

Toda a estrutura da sociedade está fundada sobre códigos sociais de inter-relação entre os seus membros e entre eles e os de outras sociedades. São costumes, princípios, regras de modos de ser às vezes fixados em leis escritas ou não. "A educação é, assim, o resultado da consciênciaviva duma norma que rege uma comunidade humana, quer se trate da família, duma classe ou duma profissão, quer se trate dum agregado mais vasto, como um grupo étnico ou um Estado." Como outras práticas sociais constitutivas, a educação atua sobre a vida e o crescimento da sociedade em dois sentidos: 1) no desenvolvimento de suas forças produtivas; 2) no desenvolvimento de seus valores culturais.Por outro lado, o surgimento de tipos de educação e a sua evolução dependem da presença de fatores sociais determinantes e do desenvolvimento deles, de suas transformações. A maneira como os homens se organizam para produzir os bens com que reproduzem a vida, a forma de ordem social que constróem para conviver, o modo como tipos diferentes de sujeitos ocupam diferentes posições sociais, tudo issodetermina o repertório de idéias e o conjunto de normas com que uma sociedade rege a sua vida. Determina também como e para quê este ou aquele tipo de educação é pensado, criado e posto a funcionar.
Quando são transformados a "maneira", a "forma" e o "modo" de que falei acima, tanto as idéias quanto as normas, os sistemas e os métodos de um tipo de educação são modificados.
Ao fazer a sua crítica,Émile Durkheim perguntava a pensadores da educação que considerava ilustres, mas ingênuos: que "perfeição" é essa? "Mas, que se deve entender pelo termo perfeição?" Ele quer perguntar o seguinte: quem afinal estabelece os ideais e os princípios da educação? Uns e outros são universais? Existiram para todos os povos, em todos os tempos, de uma mesma maneira, pelo fato de que é sempre a mesma a"essência do homem"? Pode ou deve existir uma espécie de "educação universal"? Durkheim conclui que não. E conclui que o ponto fraco das idéias pedagógicas que avaliou está na crença ilusória (ilusória sempre, ou algumas vezes mal--intencionada?) de que há, ou deveria haver, uma "educação ideal, perfeita, apropriada a todos os homens, indistintamente".
Até aí tudo bem. Assino embaixo. Mas será que...
tracking img