Trabalhos e resumos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1507 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic][pic]



Quem pensa que não utilizamos o sistema babilônico, está enganado, pois a divisão das 24 horas, uma hora em 60 minutos e os minutos em 60 segundos, é uma herança dos babilônicos. O sistema babilônico utiliza a base 60 para a formação de seus numerais.

O sistema sexagesimal, também conhecido como sistema de numeração babilônico, necessita de 60 algarismos diferentes de 0 a 59.Para compor esses números eles usam a base 10 (utilizada no sistema de numeração decimal, o utilizado atualmente), para associar símbolos que correspondiam aos 60 “algarismos” necessários.
Veja figuras abaixo:

[pic]
Símbolos que representam os números de 1 a 10.

Agora para escrever os números de 2 a 9 utiliza-se os mesmos símbolos, mas dispostos de uma forma diferente:
[pic]

Pararepresentar os números 10, 20, 30, 40 e 50 utiliza-se o símbolo do numeral 10, mas dispostos de forma diferentes:
[pic]

Exemplo:
Como ficaria o número 45?
[pic]


O zero? Os babilônios já tinham o conceito do zero e, como esse não era nenhuma quantidade, indicavam-no com um espaço vazio.

Eles são responsáveis pela aquisição do sistema numérico posicional, para entendemos melhor essesistema, observe o exemplo abaixo:

O número 23.465 representado no sistema decimal (base 10) ficaria assim:
23465 = (2 x 104) + (3 x 103) + (4 x 102) + (6 x 10) + (5 x 100) ou seja 20.000 + 3.000 + 400 + 60 + 5.

Se mudarmos a base do sistema, o valor do número 23.465 também muda. Vamos utilizar agora a base 6 veja:
23465 = (2 x 64) + (3 x 63) + (4 x 62) + (6 x 61) + (6 x 60) ou seja 2592 + 648 +144 + 36 + 5 = 3425.

Podemos escrever números em várias bases utilizando essa forma
Por Danielle de Miranda

Numeração Babilónia
        As matemáticas mesopotâmicas atingiram um nível mais elevado do que o obtido pelas matemáticas egípcias. Na Mesopotâmia podemos mesmo detectar um certo progresso no decorrer dos séculos. Os textos mais antigos, datados do terceiro milénio do últimoperíodo sumérico, revelam já uma grande habilidade para calcular. Estes textos contêm tábuas de multiplicação nas quais um sistema sexagesimal se sobrepõe a um sistema decimal.
[pic]
        Enquanto os egípcios indicavam cada unidade mais elevada através de um novo símbolo, os Babilónios usavam o mesmo símbolo, mas indicavam o seu valor pela sua posição. Assim, 1 seguido por outro 1 significava 61 e 5seguido por 6 e por 3 (5,06,03) significava 5x602+6x60+3=18.363. Este sistema de posição não diferia essencialmente do nosso próprio sistema de escrita de números, em que o símbolo 343 representa 3x102+4x10+3. Tal sistema tinha vantagens enormes para o cálculo, como podemos verificar facilmente ao tentarmos realizar uma multiplicação no nosso próprio sistema e no sistema de numeração romana.         Como passar de um número de representação babilónia para a representação árabe?
Vejamos alguns exemplos:
3,42,09=3x602+42x60+9=13329
23,37= 23x60+37=1417
        Como passar de um número de representação árabe para a representação babilónia?
 
        Vejamos alguns exemplos:
--> 2492. Este número está entre 60 e 602 portanto vamos dividir 2492 por 60.
[pic]
Então, 2492(10)=41,32(60)=41x601+32x600
 
-->3888. Este número está entre 602 e 603 portanto vamos dividir 3888 por 602.
[pic]
Então, 3888(10)= 01,04,04(60)=1x602+4x601+4x600
Tarefas Didácticas:
Completa o seguinte quadro:
|Numeração Árabe |Numeração Babilónica |
|125 |  |
|  |20,13|
|25680 |  |
|  |05,01,25 |
|125698 |  |


 
|[pic] |
|Click para saber a solução |


Curiosidade:
Os babilónios usaram os símbolos cuneiformes. O sistema de numeração...
tracking img