Trabalhos feitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (518 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
De uma coisa posso me orgulhar, caro neto: poucos chegam, como eu, a uma idade tão avançada, àquela idade que as
pessoas costumam chamar de provecta. Mais: poucos mantêm
tamanha lucidez. Nãoestou falando só em raciocinar, em pensar;
estou falando em lembrar. Coisa importante, lembrar. Aquela
coisa de “recordar é viver” não passa, naturalmente, de um lugar-comum que jovens como vocêconsiderariam até algo meio
burro: se a gente se dedica a recordar, quanto tempo sobra para
a vida propriamente dita? A vida, que, para vocês, transcorre principalmente no mundo exterior, norelacionamento com os outros? Esse cálculo precisa levar em conta a expectativa de vida,
precisa quantificar (como?) prazeres e emoções. É difícil de fazer, exige uma contabilidade especial que não está aoalcance
nem mesmo das pessoas vividas e supostamente sábias. Que eu
saiba, não há nenhum programa de computador que possa ajudar
— e, mesmo que houvesse, eu não saberia usá-lo, sou avesso aessas coisas. Vejo-me diante de uma espinhosa tarefa: combinar
muito bem a vivência interior, representada sobretudo pela re-8
cordação e pela reflexão, com a vivência exterior, inevitavelmentelimitada pela solidão, pela incapacidade física, pelo fato de que
tenho mais amigos entre os mortos do que entre os vivos. E, de
novo, qual a fórmula adequada para essa combinação? Setenta
por cento devivência interior com trinta por cento de vivência
exterior? Quarenta por cento de interior com sessenta por cento
de exterior? O clássico meio a meio? Ou quem sabe quarenta e
cinco por centode cada — os dez por cento que sobram ficando
reservados para aquele misterioso e indefinido território que não
é nem interior nem exterior, mas que pode estar em cima, embaixo, ou em dimensãonenhuma?
Não sei. Só sei que recordar é bom, e é das poucas possibilidades que me restam, de modo que recordo. É uma espécie de
exercício emocional, é um estímulo para os meus cansados neurônios, mas...
tracking img