Trabalhos feitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1633 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
-------------------------------------------------
EEEEELIVROS INDICADOS
* Como a Igreja Católica Construiu a Civilização Ocidental
Autor: Thomas E. Woods Jr. Descrição: Se perguntarmos a um estudante universitário o que sabe do contributo da Igreja Católica para a sociedade, a sua resposta talvez se resuma a uma palavra: “opressão”, por exemplo, ou “obscurantismo”. No entanto, essa ...Leia Mais
* Em guarda
Você fica preocupado quando alguém lhe faz uma pergunta sobre sua fé e você não sabe como responder? Já tentou estudar apologética, mas se viu perdido no meio dos jargões teológicos e filosóficos? O que fazer quando você mesmo enfrenta dúvidas relacionadas à s... Leia Mais
-------------------------------------------------
ASSINE JÁ-------------------------------------------------
Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário
Encíclica Rerum Novarum  
Apostolado Spiritus Paraclitus | Sab , 04 de Setembro de 2010
Print PDF
CARTA ENCÍCLICA DE SUA SANTIDADE O PAPA LEÃO XIII
SOBRE A CONDIÇÃO DOS OPERÁRIOS
15 de maio de 1891
11. O primeiro princípio é que o homem deve aceitar com paciência a sua condição: é impossível que na sociedade civiltodos sejam elevados ao mesmo nível. É, sem dúvida, isto o que desejam os socialistas; mas contra a natureza, todos os esforços são vãos. Foi ela, realmente, que estabeleceu entre os homens diferenças tão múltiplas como profundas; diferenças de inteligência, de talento, de habilidade, de saúde, de força; diferenças necessárias, de onde nasce espontaneamente a desigualdade das condições. Estadesigualdade, por outro lado, reverte em proveito de todos, tanto da sociedade como dos indivíduos; porque a vida social requer um organismo muito variado e funções muito diversas, e o que leva precisamente os homens a partilharem estas funções é, principalmente, a diferença de suas respectivas condições. Pelo que diz respeito ao trabalho em particular, o homem, mesmo no estado de inocência, não eradestinado a viver na ociosidade, mas, ao que a vontade teria abraçado livremente como exercício agradável, a necessidade lhe acrescentou, depois do pecado, o sentimento da dor e o impôs como uma expiação: ‘A terra será maldita por tua causa; é pelo trabalho que tirarás com que alimentar-te todos os dias da vida’ (Gen 3, 17). O mesmo se dá com todas as outras calamidades que caíram sobre o homem:neste mundo as calamidades não terão fim nem tréguas, porque os funestos frutos do pecado são amargos, acres, acerbos, e acompanham necessariamente o homem até o derradeiro suspiro. Sim, a dor e o suspiro são o apanágio da humanidade, e os homens poderão ensaiar tudo, tudo tentar para os banir; mas não o conseguirão nunca, por mais recursos que empreguem, e por maiores forças que para issodesenvolvam. Se há quem, atribuindo-se o poder fazê-lo, prometa ao pobre uma vida isenta de sofrimentos e de trabalhos, toda de repouso e de perpétuos gozos, certamente engana o povo e lhe prepara laços, onde se ocultam, para o futuro, calamidades mais terríveis que as do presente. O melhor partido consiste em ver as coisas tais quais são, e, como dissemos, em procurar um remédio que possa aliviar os nossosmales. O erro capital na questão presente é crêr que as duas classes são inimigas natas uma da outra, como se a natureza tivesse armado os ricos e os pobres para se combaterem mutuamente num duelo obstinado. Isto é uma aberração tal, que é necessário colocar a verdade numa doutrina contrariamente oposta, porque assim como no corpo humano os membros, apesar da sua diversidade, se adaptammaravilhosamente uns aos outros, de modo que formam um todo exatamente proporcionado e que se poderá chamar simétrico, assim também, na sociedade, as duas classes estão destinadas pela natureza a unirem-se harmoniosamente e a conservarem-se mutuamente em perfeito equilíbrio. Elas tem imperiosa necessidade uma da outra: não pode haver capital sem trabalho, nem trabalho sem capital. A concórdia traz...
tracking img