Trabalhos de psicologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 305 (76083 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
O HOMEM QUE CONFUNDIU SUA MULHER COM UM CHAPÉU
e outras histórias clínicas
Tradução: LAURA TEIXEIRA MOTTA Digitalização: Marcilene Aparecida Alberton Ghisi Arranjos: Rosangela Maria Moresco 7° reimpressão

Copyright © 1970 1981,1983 1984 1985 by Oliver Sacks Proibida a venda em Portugal Título original: The man who misíook his wifefor a hat and other clinical tales Capa: Hélio de AlmeidaSobre ilustração de Zaven Pare Preparação:Rosemary Cataldi Revisão: Ana Maria Barbosa Cecília Ramos RR Donnelley América Latina Dados Internacionais de Catalogação na Publicação (CIP) (Câmara Brasileira do Livro SP Brasil) Sacks Oliver W. 1933

O homem que confundiu sua mulher com um chapéu e outras historias clinicas / Oliver Sacks tradução Laura Teixeira Motti — São Paulo Companhia das Letras1997 Titulo original The man who mistook his wife for a hat and other clinical tales ISBN 85 7164 6899 1 Doenças do sistema nervoso - Estudo e casos 2 Neurologia I Titulo 97-3435 CDD 616809 WL100 Índices para catalogo sistemático 1 Doenças do sistema nervoso Histórias clinicas: Medicina 616809 2 Neurologia Histórias clinicas: Medicina 616809 2003 Todos os direitos desta edição reservados à EDITORASCHWARCZ LTDA Rua Bandeira Paulista 702 cj 32 04532 002 — São Paulo — SP Telefone (11) 3707-3500 Fax (11)3707-3501 www.companhiadasletras.com.br

Orelha do livro
Oliver Sacks é um neurologista que reivindica para o saber médico uma nova abordagem descritiva, que aproxima os ”relatos de casos” a técnicas romanescas, transformando estudos científicos em peças literárias com personagens e enredostão imponderáveis quanto universais. É impossível ler seus ensaios sem pensar em Freud, o neurologista austríaco que, a partir de relatos clínicos com intensa lapidação estilística, acabou por ampliar os horizontes de representação da vida anímica e fez da psicanálise a matriz do imaginário e do pensamento modernos. Algo semelhante ocorre com Sacks. Em O homem que confundiu sua mulher comum chapéu,estamos na presença de um médico que acolhe a todo momento o novo, o inesperado que irrompe em cada testemunho do drama particular de seus pacientes. Um músico que percebe apenas formas abstratas, que detecta as propriedades geométricas de uma flor mas é incapaz de identificar nela uma rosa; pessoas que sentem dores em membros amputados; uma vítima da amnésia que desesperadamente inventaidentidades para as pessoas; o assassino que não recorda seu crime e que, após um acidente, tem pesadelos que reconstituem cada detalhe do assassinato — são estas algumas das personagens de Sacks, almas perdidas na privação neurológica, na super excitação dos sentidos, nos excessos da imaginação, na clausura interior. O homem que confundiu sua mulher comum chapéu (adaptado para o teatro pelo diretor inglêsPeter Brook) traz relatos envolventes, em que o observador tenta pacificar seu espante com referências ao universo estável da literatura e da filosofia. Mais de que talento retórico, porém, os latos de Sacks descobrem na arte da narrativa uma possibilidade de ir além do mero registro classificatório dos distúrbios cerebrais, criando uma neurologia da identidade, uma dramaturgia da mente que dá voza ”viajantes em terras inimagináveis” — alargando, pela sensibilidade poética, o campo de investigação da ciência. Oliver Sacks nasceu em Londres, em 1933, e mora nos EUA, onde leciona no Albert Einstein College of Medicine (Nova York). É autor de Enxaqueca, Um antropólogo em Marte, Tempo de despertar (que inspirou o filme homônimo com Robert De Niro e Robin Williams), A ilha dos daltônicos,Vendo vozes, Tio Tungstênio e com uma perna só — todos publicados pela Companhia das Letras. O HOMEM QUE CONFUNDIU SUA MULHER com UM CHAPÉU OLIVERSACKS

2

ÍNDICE
PREFACIO ................................................................................................ 4 Parte I PERDAS ........................................................................................ 6 INTRODUÇÃO...
tracking img