Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1615 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
SERVIÇO SOCIAL

A importância do estudo antropológico para a compreensão da pobreza e exclusão social do Brasil.

Barreiras
2010

A importância do estudo antropológico para a compreensão da pobreza e exclusão social do Brasil.

Trabalho apresentado ao Curso (Serviço Social) da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina[Antropologia].

Prof. Giane Albiazzetti

Barreiras
2010

Sumàrio:

Introdução...............................................................................................................03
Desenvolvimento
Estudo da antropologia...........................................................................................04
A desigualdade social no Brasil...............................................................................05
A antropologia com o serviço social........................................................................06

Conclusão...............................................................................................................07Bibliografia..............................................................................................................08

INTRODUÇÃO

Através do estudo da antropologia tem como objetivo conhecer a ciência antropológica e seus estudos, refletir sobre a pobreza e fenômenos sociais e culturais do Brasil, conhecer os conceitos fundamentais analisando as contribuições da antropologia para o serviço social.DESENVOLVIMENTO

A antropologia é um estudo cientifico da espécie humana, conjunto das ciênciassociais, ao lado da sociologia e da ciência política ao mesmo tempo em que se coloca na fronteira da ciência humana e biológica, pois se ocupa do estudo do homem e da sua diversidade. É de interesse da antropologia a analise da diferentes formas de organizações das relações sociais, das infinitas manifestações e expressões da cultura, bem como nos diversas etnias e suas particularidades físicas egenéticas. O homem enquanto membros de uma coletividade se assemelham porque são seres dotados de inteligência, razão, emoção e criatividade por isso são capazes de produzir cultura em toda e qualquer sociedade humana, no entanto as culturas não são idênticas, porque tem especificidade é isso exatamente que faz com que o homem mantenha diferenças entre si, ou seja, somos iguais porque faz parte de umacultura, mas somos também diferentes porque nossa cultura não é igual a nenhuma outra. Para a antropologia o homem é um ser ativo na natureza capaz de apropriar dela para garantir sua sobrevivência ao mesmo tempo em que transforma de acordo com a necessidade, mas esse modo de ser e de agir no mundo é aprendido, pois o homem não nasce sabendo aprende no cotidiano no meio da experiência vivida nodia-dia ou pela transformação passada de geração a geração.
Alem da antropologia ou etnologia indígena, no final dos anos 1970 começou a se desenvolver a antropologia humana, direcionando-se para o estudo da diversidade sócio-cultural dos centros urbanizados do país inicialmente os antropólogos urbanos se preocupava mais com as camadas sociais mais pobres, com os moradores de favelas depois seexpandiu para a classe media do país, também com os problemas políticos e econômicos e sociais da população brasileira.O Brasil nas ultimas décadas vem confirmando uma tendência de enorme desigualdade na distribuição de renda e elevado nível de pobreza expondo o desafio histórico de enfrentar uma herança de justiça social que inclui parte siguinificativa de sua população, o Brasil não é um pais...
tracking img