Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1761 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
enredo


Noite na Taverna

Noite na Taverna é uma obra de Álvares de Azevedo publicada postumamente no ano de 1855 em uma coletânea de textos do autor em dois volumes. De tons trágicos e cheia de fantasia, a obra é uma autêntica representante da escola byroniana do Romantismo no Brasil.

O livro está dividido em sete capítulos. O primeiro capítulo faz uma introdução, traça o cenário (umataverna) e apresenta os personagens. O último finaliza a história anterior e o livro simultaneamente, dando um caráter de realidade às histórias narradas pelas cinco personagens. O diálogo inicial entre Satã e Macário, que é o final de outro livro de Álvares de Azevedo, Macário, demonstra que o que se vai ler é algo cheio de vícios. Além disso, uma característica da obra é a visão idealizadado amor, pois só o amor seria capaz de corrigir todos os males.

Reunidos em uma taverna, as personagens, descrentes com a vida e o amor, cheios de vícios e amantes do vinho, definem-se como libertinos, admiram Don Juan e contam "histórias sanguinolentas" envolvendo o amor e crimes do passado, todas com fim trágico. Representação de que o amor e a vida não valeria.



Solfieri

No segundocapítulo, Solfieri conta uma história de quando estava na Itália, em Roma. Em uma noite chuvosa, ele se depara com um vulto chorando em uma janela. Percebe ser uma bela mulher. Ela deixa a casa e ele a acompanha até um cemitério próximo. Lá, a mulher chora ajoelhada diante de uma lápide enquanto Solfieri adormece.

Um ano se passa quando o narrador, vagando pelas ruas de Roma após uma noite de orgia,adentra sem saber como uma igreja. Vê um caixão. Quem está deitado é a mulher do cemitério. Após perceber que ainda vivia, ele tenta carregá-la pela cidade, em estado catatônico, ou seja, não morta. Chegando em casa, a mulher morre dois dias e duas noites depois, de uma febre muito alta. Solfieri a enterra em seu quarto e encomenda uma estátua da defunta.

• Amor: Solfieri encontra a bela dama,que estava no sono da morte, mas ainda vivia.
• Morte: a mulher que Solfieri salvou de ser enterrada viva morre dois dias e duas noites depois, de febre altíssima.
• Bebida: no conto Solfieri estava embriagado de vinho, e embriaga seus colegas que chegam para que possa cuidar da bela donzela.
Bertram

Bertram, um ruivo, conta seu caso de amor por uma espanhola de Cádiz chamada Ângela. Elestêm um caso amoroso, quando o pai de Bertram, na Dinamarca, adoece e chama o filho. Ele vai, só retornando dois anos depois. Nesse meio tempo, Ângela casa-se e tem um filho. Os dois tentam continuar seu caso amoroso, mas o marido descobre tudo. Antes que o marido a mate, ela mata a ele e ao pequeno filho, fugindo com Bertram.

Um dia, sem maiores explicações, ela o deixa. Ele passa a viverdesesperado tentando esquecê-la, até que cai às portas de um casarão e é atropelado por uma carruagem, sendo socorrido pelos donos da casa. O dono da casa é um velho e tem uma filha de dezoito anos. Bertram e a moça decidem fugir juntos, mas ele logo se entedia dela e a vende em um jogo de cartas para um pirata. A moça envenena o pirata e se joga nas águas do oceano.

Na Itália, o narrador decidesuicidar-se, mas quando vai fazê-lo é salvo por um marinheiro a quem mata sem o querer. Bertram passa algum tempo no navio, uma corveta, o suficiente para conhecer a esposa do capitão e apaixonar-se por ela, sendo correspondido.

Em meio a esse caso amoroso, o navio é atacado por piratas e afunda, não sem fazer o outro afundar também. Da tripulação salvam-se o capitão, sua mulher, o narrador e doismarinheiros, todos em uma jangada. Após algum tempo, sem água e sem comida, tendo os dois marinheiros sido levados pelo mar, os três tiram a sorte para ver qual morrerá e servirá de alimento para os outros. O capitão perde, mas não aceita seu destino e luta por sua vida. Ele perde a luta e Bertram e a esposa comem o capitão pela falta de alimentos, mantendo-se por dois dias. Quando os dois já...
tracking img