Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1478 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O CONHECIMENTO
Wladimir Flávio Luiz Braga
Doutor em Ciências Jurídicas e Sociais Professor de Deontologia Jurídica e Teoria Geral do Direito da Faculdade de Direito de Campos Membro da Ordem dos Advogados do Brasil - Conselho Seccional de Minas Gerais

Nosso conhecimento é bastante limitado. Aquilo que sabemos, não sabemos em profundidade e de forma absoluta. Daí concluirmos que a maiorparte do nosso conhecimento é relativa e apenas provável, pois é ousado – embora possível – admitir uma certeza ou forma de conhecimento absoluta. Para os gregos, a partir do olhar de assombro diante do mundo é que se começou a pensar. Assim, o conhecimento se inicia quando as coisas nos provocam a fazer perguntas: como? quando? por quê? A tarefa de conhecer pode ser resumida na relação entre osujeito cognoscente (que busca o conhecimento) e o objeto conhecido (que se dá a conhecer). O conhecimento é, assim, produto da conjunção da atividade do sujeito com a manifestação de um objeto que de alguma forma se lhe mostra atraente/interessante; surge da reação do organismo a um estímulo conveniente. Neste processo não podemos descartar que há certa apropriação do objeto pelo sujeito, podendo,por vezes, este objeto fazer parte do sujeito ou confundir-se com ele próprio. O conhecimento sensível ou sensorial, comum tanto aos homens quanto aos animais, é fruto da atividade dos sentidos (ex.: percepção de cores, sons, imagens, lembranças, etc.). O conhecimento intelectivo ou intelectual, atributo/privilégio dos homens, resulta da capacidade de pensar, refletir, abstrair; na condição deconstruir conceitos, princípios, leis, teorias. Pelo conhecimento o homem penetra as diversas áreas da realidade para dela tomar posse, situando cada ente, fato ou fenômeno isolado dentro de um contexto mais amplo, em que se perceba seu significado e função, sua origem e estrutura fundamental. O conhecimento humano se divide em quatro níveis ou formas, permitindo quatro espécies de consideração sobreuma mesma realidade:

ASSISTEMÁTICO CONHECIMENTO SISTEMÁTICO

empírico (vulgar) científico teológico filosófico
1

Conhecimento Teológico
Representa aquelas verdades a que os homens chegaram não com o auxílio puro e simples da inteligência, mas mediante a aceitação dos dados da revelação divina, da fé. Vale-se, de modo geral, do argumento de autoridade. São os conhecimentos adquiridosnos Livros Sagrados [Bíblia (cristianismo); Torá (judaísmo); Alcorão (islamismo); Bhagavad Gita (hinduismo); Dhammapada (budismo), etc.] e aceitos (racionalmente) pelos homens depois de terem passado pela crítica histórica mais exigente. A partir daí, o conteúdo da revelação, comprovado pelos sinais que a acompanham, revestese de autenticidade, segundo os variados critérios das religiõesexistentes.

Conhecimento Filosófico
A Filosofia está num ponto intermediário entre a Teologia e a Ciência. Como Teologia, consiste em especulações sobre assuntos a que o conhecimento exato não conseguiu chegar, mas como Ciência, apela mais à razão humana do que à autoridade da tradição ou da revelação. Todo dogma, toda crença, pertence à Religião. Todo conhecimento positivo, definido, pertence àCiência. Há muitas questões, de grande interesse, que não podem receber tratamento científico e as respostas que a Teologia lhes tem pretendido dar, por serem demasiado concludentes, fazem com que o espírito moderno as encare com suspeita. Bertrand Russel cita alguns desses problemas: a) acha-se o universo dividido em espírito e matéria? O espírito estaria sujeito à matéria ou seria dotado de forçasindependentes? b) para onde marcha o universo? Tem algum propósito? Está evoluindo? A Filosofia, voltada reflexiva e criticamente para os fundamentos do conhecimento e buscando compreender os valores que dirigem a ação, procura conhecer a origem dos problemas e criar para eles respostas racionais, à base de provas especulativas. O conhecimento filosófico distingue-se do científico pelo objeto de...
tracking img