Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1455 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
“Quem muito se ausenta, uma hora deixa de fazer falta.”

“Talvez sorrisos sejam palavras.”
E falou baixinho: Por favor, não some de mim.”
“Dizem por aí que mais valem na vida os momentos que perdemos o fôlego aos que simplesmente respiramos. Concordo.”
"Ele não é o único cara no mundo." "Mas ele é o único que eu quero."
Eu
você
nós
é assim que deve ser
sem por que
sem pra que…
Só eu evocê.”

“Eu queria gritar, não sei se você ouviria, mas eu queria. Colocar tudo que sentia por você pra fora, só que nada disso era preciso, porque nossa promessa ao manter a distancia foi “toda vez que olhar para o céu lembrar um do outro, seguindo de um lado ao outro, uma hora nossos olhos se cruzariam”. Mas eu queria te ver, te tocar, te abraçar, porque estava exausto daquela droga derelacionamento, daquela droga de conversa idiota, daquela droga de distancia, eu só queria descer o olhar do céu e ver a droga de você na minha frente. A droga que nós eramos juntos.”

“A gente sonha sozinho pra depois realizar com alguém. Complicado isso.”

“E o que os olhos não vêm
O coração pressente
Mesmo na saudade
Você não está ausente
E em cada beijo seu
E em cada estrela do céu
E emcada flor no campo
E em cada letra no papel.”

“Você tem medo de se apaixonar. Medo de sofrer o que não está acostumada. Medo de se conhecer e esquecer outra vez. Medo de sacrificar a amizade. Medo de perder a vontade de trabalhar, de aguardar que alguma coisa mude de repente, de alterar o trajeto para apressar encontros. Medo se o telefone toca, se o telefone não toca. Medo da curiosidade, deouvir o nome dele em qualquer conversa. Medo de in
ventar desculpa para se ver livre do medo. Medo de se sentir observada em excesso, de descobrir que a nudez ainda é pouca perto de um olhar insistente. Não suportar ser olhada com esmero e devoção. Nem os anjos, nem Deus agüentam uma reza por mais de duas horas. Medo de ser engolida como se fosse líquido, de ser beijada como se fosse líquen, de sertragada como se fosse leve. Você tem medo de se apaixonar por si mesma logo agora que tinha desistido de sua vida. Medo de enfrentar a infância, o seio que criou para aquecer as mãos quando criança, medo de ser a última a vir para a mesa, a última a voltar da rua, a última a chorar. Você tem medo de se apaixonar e não prever o que pode sumir, o que pode desaparecer. Medo de se roubar para dar aele, de ser roubada e pedir de volta. Medo de que ele seja um canalha, medo de que seja um poeta, medo de que seja amoroso, medo de que seja um pilantra, incerta do que realmente quer, talvez todos em um único homem, todos um pouco por dia. Medo do imprevisível que foi planejado. Medo de que ele morda os lábios e prove o seu sangue. Você tem medo de oferecer o lado mais fraco do corpo. O corpo maislado da fraqueza. Medo de que ele seja o homem certo na hora errada, a hora certa para o homem errado. Medo de se ultrapassar e se esperar por anos, até que você antes disso e você depois disso possam se coincidir novamente. Medo de largar o tédio, afinal você e o tédio enfim se entendiam. Medo de que ele inspire a violência da posse, a violência do egoísmo, que não queira repartir ele com maisninguém, nem com seu passado. Medo de que não queira se repartir com mais ninguém, além dele. Medo de que ele seja melhor do que suas respostas, pior do que as suas dúvidas. Medo de que ele não seja vulgar para escorraçar mas deliciosamente rude para chamar, que ele se vire para não dormir, que ele se acorde ao escutar sua voz. Medo de ser sugada como se fosse pólen, soprada como se fosse brasa,recolhida como se fosse paz. Medo de ser destruída, aniquilada, devastada e não reclamar da beleza das ruínas. Medo de ser antecipada e ficar sem ter o que dizer. Medo de não ser interessante o suficiente para prender sua atenção. Medo da independência dele, de sua algazarra, de sua facilidade em fazer amigas. Medo de que ele não precise de você. Medo de ser uma brincadeira dele quando fala sério...
tracking img