Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1925 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
GERAÇÃO:
A geração de RSS, sempre que possível, deve contemplar sua minimização, reutilização, reciclagem ou recuperação A identificação das unidades geradoras de RSS deve ocorrer de forma otimizada.
O Laboratório de Analise clinico gera:
* Resíduos do grupo A.
* Resíduos do grupo B.
* Resíduos do grupo D.
* Resíduos do grupo E.

SEGREGAÇÃO:
Tem como objetivos principais:* Impedir que resíduos infectantes contaminassem os resíduos comuns.
* Racionalizar recursos e reduzir custos.
* Prevenir acidentes ocupacionais ocasionados pela inadequada segregação.
* A segregação entre resíduo perigoso e resíduo comum é feita no local de origem e seguindo a classificação.
* Separar, com exclusividade, o resíduo químico identificando sua embalagem.* Classificar e separar, em recipientes ou embalagens recomendadas por normas técnicas, cada grupo de RSS gerado.
* Capacitar os funcionários responsáveis pela limpeza quanto aos procedimentos de identificação, classificação de manuseio dos RSS. Deve o funcionário portar equipamentos de proteção individual, ao manusear qualquer grupo de RSS.

ACONDIONAMENTO:
* O acondicionamentoconsiste no ato de acomodar em sacos plásticos, em recipientes ou em embalagens apropriadas, cada tipo de RSS, de acordo com suas características.
* Considera-se como manuseio a manipulação realizada dentro do laboratório, consistindo na identificação e recolhimento de resíduos das lixeiras, fechamento dos sacos plásticos e sua remoção por funcionários devidamente paramentados e capacitados, daunidade geradora ate o armazenamento final.
*
Normas Gerais Para Manuseio e Acondicionamento
Resíduos do Grupo A
Tubos Contendo Sangue Total: São transportados em caixas plásticas ate ao setor de lavagem, em seguida são autoclavados e colocados em sacos plásticos brancos leitosos escritos RSSS (Resíduos Sólidos de Serviço de Saúde) e encaminhados para o lixo hospitalar.
* Obs: Ossacos deverão ser totalmente fechados de modo a não derramar conteúdo.
Tubos Contendo Coágulos: São transportados em caixas plásticas até ao setor de lavagem, os coágulos são retirados dos tubos e são autoclavados em seguida são colocados em sacos plásticos brancos (RSSS) e encaminhados para o lixo hospitalar.

Os tubos são enxaguados em H2O corrente e lavados.
Potes Contendo Urina: Sãotransportados em caixas plásticas ate ao setor de lavagem, a urina é desprezada na pia em H2O corrente em seguida os potes são lavados.
Potes Contendo Fezes: São desprezados em sacos plásticos brancos escritos (Resíduos Infectantes), estes são totalmente fechados e encaminhados para o lixo hospitalar.
Resíduos Gerados no Setor de Microbiologia: São transportados em galões com tampas ao setor de lavagemonde serão autoclavados, e em seguida desprezados em sacos plásticos brancos (RSSS) posteriormente encaminhados para o lixo hospitalar.
Frascos de Hemocultura: São transportados em galões fechados ao setor de lavagem em seguida são autoclavados, e posteriormente descartados em descartex, que em seguida são lacrados em saco plástico branco (Resíduos Infectantes) e encaminhados para o lixohospitalar.
Gases, Fitas de Urina, Algodão Contaminados: São descartados em lixeira com sacos brancos leitosos e em seguida são encaminhados para o lixo hospitalar.

Resíduos do Grupo B
São descartados em recipientes apropriados, e em seguida são recolhidos pela coleta interna do hospital, e encaminhados ao abrigo externo. O destino final é feito por empresa contratada pelo Hospital.

Resíduosdo Grupo D
Lixo Administrativo (Recepção): São descartados em lixeiras com saco plástico azul, e encaminhados à lixeira para reciclagem do Hospital.
Papeis não Infectantes Resultantes do Setor Técnico: São desprezados em um contêiner azul com saco plástico azul, posteriormente os sacos são encaminhados para a lixeira reciclagem do Hospital.
Papeis Provenientes do Banheiro: São descartados em...
tracking img