Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1018 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Pelotas
Instituto de Física e Matemática Departamento de Informática
Bacharelado em Ciência da Computação

Arquitetura e Organização de Computadores I
Aula 2
1. Projeto da Arquitetura e da Organização de um Computador: o Neander Prof. José Luís Güntzel
guntzel@ufpel.edu.br www.ufpel.edu.br/~guntzel/AOC1/AOC1.html

1. O Computador Hipotético Neander
AArquitetura: características gerais
• Largura de dados e endereços de 8 bits • Dados representados em complemento de 2 • 1 acumulador de 8 bits (AC) • 1 apontador de programa de 8 bits (PC) • 1 registrador de estado com 2 códigos de condição: negativo (N) e zero (Z)

ComputaçãoUFPel Arquitetura e Organização de Computadores I

slide 2.2

Prof. José Luís Güntzel

1. O Computador Hipotético NeanderA Arquitetura: conjunto de instruções
código 0000 0001 0010 0011 0100 0101 0110 1000 1001 1010 1111 instrução NOP STA end LDA end ADD end OR end AND end NOT JMP end JN end JZ end HLT comentário Nenhuma operação Armazena acumulador (store) Carrega acumulador (load) Soma “OU” lógico “E” lógico Inverte (complementa) acumulador Desvio incondicional (jump) Desvio condicional (jump on negative) Desviocondicional (jump on zero) Término de execução (halt)

ComputaçãoUFPel Arquitetura e Organização de Computadores I

slide 2.3

Prof. José Luís Güntzel

1. O Computador Hipotético Neander
A Arquitetura: conjunto de instruções
instrução NOP STA end LDA end ADD end OR end AND end NOT JMP end JN end JZ end comentário Nenhuma operação MEM(end) ¨ AC AC ¨ MEM(end) AC ¨ MEM(end) + AC AC ¨MEM(end) OR AC AC ¨ MEM(end) AND AC AC ¨ NOT AC PC ¨ end IF N=1 THEN PC ¨ end IF Z=1 THEN PC ¨ end

ComputaçãoUFPel Arquitetura e Organização de Computadores I

slide 2.4

Prof. José Luís Güntzel

1. O Computador Hipotético Neander
A Arquitetura: formato das instruções
As instruções do Neander possuem um ou dois bytes (ou seja, ocupam uma ou duas posições de memória)
Instruções com um byte:NOP, NOT
7 código da oper. 4 3 don’t care 0

Instruções com dois bytes: STA, LDA, ADD, OR, AND, JMP, JN, JZ

7 código da oper.

4 3 don’t care endereço direto

0

ComputaçãoUFPel Arquitetura e Organização de Computadores I

slide 2.5

Prof. José Luís Güntzel

1. O Computador Hipotético Neander
A Arquitetura: modos de endereçamento
memória

• Somente o modo de endereçamentodireto (também chamado de absoluto) • A palavra que segue o código da instrução contém o endereço de memória do operando • Exemplo: uma instrução ADD

24 25

ADD 131

instrução endereço do operando (endereço direto)

131

66

operando

ComputaçãoUFPel Arquitetura e Organização de Computadores I

slide 2.6

Prof. José Luís Güntzel

1. O Computador Hipotético Neander
AArquitetura: códigos de condição
A ULA do Neander fornece os seguintes códigos de condição, os quais são usados pelas instruções JN e JZ N (negativo): sinal do resultado de uma operação na ULA • se o resultado da ULA for negativo, N=1 • Caso contrário, N=0 Z (zero): indica resultado igual a zero • Se o resultado da ULA for zero, Z =1 • Caso contrário, Z=0
ComputaçãoUFPel Arquitetura e Organização deComputadores I

slide 2.7

Prof. José Luís Güntzel

1. O Computador Hipotético Neander
A Arquitetura: programação
• Programa e os dados estarão armazenados na memória • Deve ser escolhida uma área de programa e uma área de dados • A área de programa não deve invadir a área de dados e vice-versa • Vamos convencionar que a área de programa ocupa a metade inferior dos endereços e a área de dadosocupa a metade superior • Aliás, qual é o tamanho de memória que o Neander consegue endereçar?
ComputaçãoUFPel Arquitetura e Organização de Computadores I

slide 2.8

Prof. José Luís Güntzel

1. O Computador Hipotético Neander
A Arquitetura: programação
• O Neander usa 8 bits para endereçar (=largura de endereço de 8 bits) • Logo, ele consegue acessar qualquer endereço do intervalo:...
tracking img