Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1563 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ORIENTAÇÕES: 
Caro(a) aluno(a),
 
Antes de iniciar a leitura dos documentos que tratam das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio, vamos ver o que diz a Lei 9.394/96 em relação a essa etapa da Educação Básica.
Em relação ao Ensino Médio, a Lei 9.394/96 estabelece, entre suas finalidades, “a consolidação e o aprofundamento dos conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental,possibilitando o prosseguimento de estudos”, e “a preparação básica para o trabalho e a cidadania do educando para continuar aprendendo, de modo a ser capaz de se adaptar com flexibilidade a novas condições de ocupação ou aperfeiçoamento posteriores”.
O Ensino Médio, que passa a ser uma das etapas da Educação Básica – e, portanto, é considerada pelo poder público, dimensão essencial do processoformativo de todo brasileiro –, aparece no texto da lei em articulação com a educação que o antecede e com aquela que vem a seguir. A proposta é superar as rupturas. O Ensino Médio seria a continuação natural, consolidação e aprofundamento dos conhecimentos adquiridos. Ao mesmo tempo, é etapa de preparação para a aprendizagem futura, seja no ensino superior, no mundo do trabalho, ou na educaçãoprofissional.
Dentre as principais tendências do currículo do Ensino Médio, podemos citar a interdisciplinaridade e a formação integral.
Os temas ou eixos verticais que constituem as grades curriculares tradicionais têm origem na Grécia Clássica.
A ideia da Lei 9.394/96 é resgatar a natureza essencialmente cultural do Ensino Médio, articulando a formação geral e científica para alcançar “oaprimoramento do educando como pessoa humana, incluindo a formação ética e o desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico”. Essa intenção é comentada nas Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM), que sugerem “conciliar humanismo e tecnologia, conhecimento dos princípios científicos que presidem a produção moderna e o exercício da cidadania plena, formação ética eautonomia intelectual”.
Tal equilíbrio entre as “finalidades personalistas e produtivistas” requer, segundo a relatora do documento, Guiomar Namo de Mello, “um esforço para superar os dualismos e, ao mesmo tempo, diversificar as oportunidades de formação”.
A parte diversificada de disciplinas, articulada com a base nacional comum, indica uma flexibilização do currículo. Trata-se de buscar a educaçãointegral do jovem, permitindo-lhe solidificar uma “visão orgânica do conhecimento”, destacando “as múltiplas interações entre as disciplinas”. A sala de aula está aberta não só a uma série de saberes até então dela excluídos, como também ao diálogo entre as áreas curriculares. Nada mais oportuno, considerando o atual momento histórico, em que os paradigmas que entusiasmavam os homens de outrasépocas são seriamente questionados. É mais sólida a convicção de que a ciência não tem respostas para tudo, e que modos alternativos de conhecimento precisam ser considerados.
As disciplinas isoladas são apenas dimensões de análise, pontos de vista congelados. Não vivemos mais naquele mundo em que “o ruído dos aplausos ao progresso cobria as queixas dos perdedores e mascarava o silêncio do pensar”.Os modelos explicativos do real são parciais e provisórios. As certezas absolutas dão lugar ao universo dos possíveis.
Educação para a sensibilidade, a igualdade e a autonomia. As Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM) insistem em que a escola procure educar para a sensibilidade, planejando o espaço e o tempo “para acolher, expressar a diversidade dos alunos e oportunizartrocas de significados, dando lugar à continuidade, à diversidade expressiva, ao ordenamento e à permanente estimulação pelas palavras, imagens, sons, gestos e expressões de pessoas”.
As Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM) propõem, também, uma educação para a igualdade. Isso implica não apenas igualdade de oportunidades, mas também tratamento diferenciado, de forma que...
tracking img