Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3620 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
SONDAGENS A PERCUSSÃO COM MEDIDA DE TORQUE – SPT-T
O Standart Penetration Test (SPT) é a mais popular técnica de investigação geotécnica, principalmente devido à simplicidade do equipamento e o baixo custo, além de possibilitar em uma só operação a retirada de amostras, a determinação do nível d’água e a medida de resistência à penetração, que pode ser correlacionado com métodos semi-empíricosde projeto.
O procedimento do ensaio consiste basicamente na cravação de um amostrador padrão, de diâmetro externo de 50 mm, usando um peso de 65 kg, caindo de uma altura de 75 cm. O valor N é o número de golpes necessário para fazer o amostrador penetrar 30 cm, após uma cravação inicial de 15 cm. No Brasil, o ensaio é normatizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas através da NBR 6484de 1980 (Execução de sondagens de simples reconhecimento dos solos – Método de ensaio). É comum em todo mundo o uso de procedimentos não padronizados e equipamentos diferentes do padrão internacional.
Apesar de ser continuamente criticado pela própria comunidade geotécnica, devido principalmente à diversidade de procedimentos utilizados na execução do ensaio e à pouca racionalidade de algunsmétodos de uso e interpretação, o SPT ainda é o ensaio mais utilizado na prática de Engenharia de Fundações.
Ranzini (1988) propõe alterar a metodologia tradicional do SPT medindo o torque necessário para vencer o atrito lateral do amostrador ao final do ensaio.
O procedimento consiste em após a cravação do amostrador padrão conforme prevê a Norma Brasileira NBR 6484, retirar-se a cabeça debater e colocar o disco centralizador até este apoiar-se no tubo guia. Rosqueia-se na mesma luva, onde estava aclopada a cabeça de bater, o pino adaptador. Encaixa-se no pino uma chave soquete onde se acopla o torquímetro.
Aplica-se à haste uma torção, medindo, por meio de um torquímetro usado como braço de alavanca e mantido na horizontal, o momento de torção máximo necessário à rotação doamostrador, para obter, assim, uma medida da resistência lateral. Em alguns casos anota-se o valor residual, sendo a operação repetida a cada metro.
Segundo Alonso (1994) o ensaio SPT-T (Standart Penetration Test com medida de torque) não está sujeito aos erros cometidos no ensaio SPT, tais como: massa cadente, altura de queda, atritos múltiplos, peso e rigidez das hastes, entre outros, restando apenasos erros relativos ao estado da parede lateral do amostrador, à velocidade de aplicação do torque e os erros de leitura, sistemáticos e acidentais, comuns a todas as medidas de grandeza.
Décourt e Quaresma Filho (1991 e 1994) introduziram o SPT-T na rotina dos serviços de sondagem e estabeleceram as regras básicas para sua interpretação.
Uma das formas para interpretação do SPT-T tem por baseo conceito de Neq, sendo este definido por Décourt (1991) como sendo o valor do torque dividido por 1,2. A idéia seria utilizar-se, preferencialmente, os valores de torque, admitindo-se que os mesmos sejam menos suscetíveis de sofrerem influência da “estrutura” dos solos do que os valores N.
A introdução do conceito de Neq permitiria estender a aplicação de correlações e fórmulas empíricasdeduzidas para solos da Bacia Sedimentar Terciária da cidade de São Paulo, para outros solos, quaisquer que fossem suas características e origens. As verificações existentes tais como Décourt (1993) e Décourt e Niyama (1994) citado por Quaresma et al(1998) têm dado bons resultados.
Décourt e Quaresma (1991) relacionaram T e N72 (índice de torque) para solos sedimentares e residuais, sendo seusvalores 1,1 e 1,84 respectivamente. Alonso (1996a) correlacionou os ensaios SPT e SPT-T para 25 áreas da Bacia Sedimentar Terciária da cidade de São Paulo e arredores, onde verificou que a correlação média 10Tmáx/Três é praticamente igual á correlação média Tmáx/N e portanto pode-se escrever: Três (em N.m) @ 10N. Dessa forma, é possível utilizar o ensaio SPT quando não se dispõe do ensaio SPT-T,...
tracking img