Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3990 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TESTE PRÁTICO – SEMESTRE____/ANO______
TÉCNICAS DE ESTUDO E PESQUISA A ESTRUTURA DO ARTIGO CIENTÍFICO Este trabalho objetiva a estruturação de um Artigo Científico. Para tanto, será necessário o cumprimento de duas etapas: 1- Leitura e análise minuciosa do capítulo 3 do META – Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos – disponível em Material de Apoio no seu Ambiente Virtual de Aprendizagem– AVA; 2- Ordenação, a partir de um artigo pré-definido, de todos os elementos – prétextuais, textuais e pós-textuais, que compõem o artigo científico.

Você está recebendo duas tabelas: Tabela A: contém, em sua primeira coluna, os elementos necessários à estruturação do artigo. A segunda coluna está em branco para ser preenchida por você a partir da ordenação dos trechos da tabela B. Tabela B:contém trechos, em ordem aleatória, de um artigo científico. Eles deverão ser ordenados por você, fazendo a combinação com a Tabela A.

Observações: 1) O trabalho deverá ser realizado em grupos de até 04(quatro) alunos; 2) O trabalho deverá ser impresso e entregue ao professor presencial de plantão da disciplina.

1

TABELA A ESTRUTURA DO ARTIGO CIENTÍFICO
ELEMENTOS PRÉTEXTUAIS

TÍTULO E SUBTÍTULOAUTOR E COLABORADORES

CURRÍCULO

RESUMO

PALAVRAS-CHAVE
ELEMENTOS TEXTUAIS

INTRODUÇÃO

PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

RESULTADOS

CONCLUSÃO

ELEMENTOS PÓSTEXTUAIS

REFERÊNCIAS

2

TABELA B ARTIGO CIENTÍFICO
ELEMENTOS PRÉTEXTUAIS

CONTEÚDO

TÍTULO E SUBTÍTULO

Descrevemos a produção de conhecimento dobre envelhecimento e saúde no Brasil no período de 1980 a 2002. Tomamos para análise os registrosbibliográficos das Bases Lilacs, BVSE e SciELO. Em dezembro de 2002, identificamos 3.705 publicações sobre envelhecimento e saúde, o que corresponde a 1,2% do universo Lilacs; 2.102 são provenientes do Brasil, ou seja, 56,8% da produção da América Latina e Caribe nesse campo. Trata-se de produção recente e que cresce com forte intensidade, concentrada na região Sudeste do País. Predomina apublicação em forma de artigo em periódicos provenientes de amplo leque de especialidades médicas, além de áreas como saúde pública e enfermagem. São 1627 artigos publicados em 197 revistas. Não há, hoje no Brasil, um único periódico indexado nas bases estudadas especializado em geriatria ou gerontologia. No site SciELO, encontramos 20 periódicos publicados no Brasil com 86 artigos referentes aoenvelhecimento e saúde no período de 1996 a 2002. Aqui predominam os estudos de natureza epidemiológica e biomédica oriundos, principalmente, de instituições como na USP, UNIFESP, UERJ, UFRJ, PUCRS e FIOCRUZ que conformam, em seu interior, centros qualificados de geração de conhecimento sobre essa temática. O processo de envelhecimento humano corresponde a fenômeno multifacético e vem sendo tratado nas maisdiversas áreas do conhecimento (Neri e Debert, 1999, Prado et al, 1999 e 2000). Publicações sobre saúde e doença em idosos certamente estarão presentes de forma bastante completa na Base Lilacs. Publicações voltadas para questões relativas aos idosos, à velhice e ao processo de envelhecimento, geradas por estudiosos de outras áreas como história, antropologia, direito, urbanismo, entre outras,estão muito dispersas; eventualmente, algumas podem estar presentes na Base Lilacs, mas não temos como fazer estimativas a esse respeito. Dada a inexistência outras bases de dados bibliográficos igualmente amplas que venham a nos dar conta da produção de conhecimento brasileira relativa ao processo de envelhecimento em seu conjunto, restringimo-nos, aqui, à área da saúde. O conhecimento acerca daprodução e divulgação de conhecimento numa determinada área pode ser importante, conforme Figueira et al. (1999), para (a) avaliar a qualidade da educação continuada, (b) aferir o crescimento e a utilização do conhecimento no campo e (c) aumentar a eficiência nos mecanismos de distribuição de recursos e incentivar o apoio à pesquisa. Com este estudo buscamos, num plano mais geral, contribuir...
tracking img