Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2048 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA
CENTRO DE CIÊNCIAS RURAIS
CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ALIMENTOS
FUNDAMENTOS DA MICROBIOLOGIA EM ALIMENTOS










GASTRENTERITE POR BACILUS CEREUS









ACADÊMICAS:
Gabriela Poletto
Gabriela Thomazi
Naiara Hennig Neuenfeldt




Santa Maria, RS, Brasil2012
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO 3
1. OBJETIVO 4
2. BACILLUS CEREUS 5
2.1 Características da doença 6
2.2 Síndrome diarreica 6
2.3 Síndrome emética 7
2.4 Mecanismos de patogenicidade 8
2.5 Surtos 8
2.6 Medidas de controle 9
3. DISCUSSÃO 10
4. CONCLUSÃO 11
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 12



INTRODUÇÃO

As más condições de produção, armazenagem, processamento, manipulação econservação dos alimentos, associadas à desnutrição, fome e falta de saneamento, contribuem para uma preocupante ocorrência, as doenças transmitidas por alimentos (DTA’s). Estas são causadas pela ingestão de água e alimentos contaminados.  Existem mais de 250 tipos de DTAs e a maioria são infecções causadas por bactérias e suas toxinas, vírus e parasitas.
Outras doenças são envenenamentosalimentares, que podem ser causados pela ingestão de alimentos contaminados com pesticidas, metais pesados ou outras substâncias toxicas. Podem ser também causados por toxinas microbianas, os organismos que continuam produzindo a toxina podem também ser ingeridos com elas (BLACK, 2002).
Entre os envenenamentos estão à intoxicação e a infecção. Na intoxicação, a contaminação ocorre após a ingestão dealimentos que já contêm toxinas produzidas por microorganismos, os quais podem atacar a parede intestinal. Já na infecção, os microorganismos patogênicos são ingeridos com os alimentos contaminados, e passam a produzir toxinas após entrar no organismo da pessoa afetada.
Os sintomas de intoxicação aparecem rapidamente (algumas horas após a refeição). Quanto às infecções, o período de incubação émais longo (alguns dias), uma vez que os germes necessitam de tempo para se multiplicar no aparelho digestivo.
Dentre as bactérias que produzem toxinas responsáveis por DTA’s e por envenenamento alimentar está o Bacillus Cereus, um dos responsáveis pela Gastrenterite.
1. OBJETIVO

O presente trabalho tem como objetivo:

* Determinar o gênero bacteriano causador da doença;
* Relatar ossintomas que mais prevalecem em indivíduos acometidos pelo surto;
* Verificar os principais fatores que ocasionam surtos de intoxicação alimentar;
* Conhecer os alimentos que mais frequentemente se relacionam com os surtos de doenças;
* Estabelecer medidas profiláticas, visando à diminuição do número de surtos da doença;
* Contribuir para melhoria da qualidade de vida da população.2. BACILLUS CEREUS

O Bacillus Cereus é uma bactéria, normalmente encontrada no solo, na poeira, na água e até em preparações culinárias. Tem sido associado com intoxicações alimentares na Europa desde 1906. O primeiro pesquisador a descrever essa síndrome com precisão foi Plazikowski, suas constatações foram confirmadas por diversos outros pesquisadores europeus no começo dos anos de 1950.Na Europa, em 1947, Plazikowski relacionou a bactéria a um novo tipo de intoxicação. Em 1995, Hauge revelou a ação tóxica desta bactéria e de sua consequente sintomatologia.
As bactérias do gênero Bacillus caracterizam-se por uma intensa atividade metabólica, já que produzem enzimas que degradam muitos substratos orgânicos. Devido a esta característica, a identificação deste microrganismo ébastante complicada, não havendo um consenso geral sobre a melhor forma de fazê-la.
Bacillus cereus é um bastonete aeróbio, formador de esporos esféricos, Gram-positivo grande, mesófilo, com flagelos peritríquios. As cepas são capazes de utilizar vários carboidratos: glicose, frutose, trealose, sacarose, salicina, maltose, manose, m-inositol e lactose. São capazes de hidrolisar amido, caseína e...
tracking img