Trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1476 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
No final do século XIX, muitos físicos famosos acreditavam que a tarefa da física tinha terminado, que nada mais havia para descobrir. Restavam, é verdade, alguns pequenos problemas. Contudo, segundo eles, bastaria apenas um pouco de empenho para resolvê-los. Com o passar do tempo, porém, perceberam que esses problemas não eram tão pequenos quanto pensavam; por isso sópuderam serresolvidos com a criação de duas novas teorias: a teoria da relatividade e a mecânica quântica.Essas teorias revolucionaram a física e ajudaram a conhecer muito da estrutura da matéria, a física desenvolvida a partid do século xx passou a ser chamada de física moderna, enquanto a física desenvolvida anteriormente ficou conhecida pelo nome de física clássica. Antes de falar sobre a física moderna,vamos fazer alguns comentários sobre as leias da mecânica clássica.

Romário
REFERENCIAS INERCIAIS: de acordo com a lei da inércia, um corpo livre da ação de forças deverá estar em repouso ou em movimento retilíneo e uniforme. Porem o movimento depende do referencial, assim um corpo pode ter velocidade constante em relação a um referencial, e variável em relação a outro.
Se a velocidade de umcorpo for constante em relação a um referencial, também será constante em relação a outro referencial.
(Mostrar como. Ex: dois alunos olham de lugares diferentes, para um terceiro aluno que saí andando)
Assim, se a aceleração for nula em um referencial será nula também no outro. Portanto, se a lei da inércia vale em um desses referenciais, valerá também em qualquer referencial que se mova emrelação a ele com velocidade constante.
Quando temos dois referenciais inerciais, um movendo-se com velocidade constante em relação ao outro, as leis da mecânica são as mesmas nos dois referenciais, um experimento mecânico dará o mesmo resultado nos dois referenciais, isto é, por meio de um experimento mecânico, não podemos identificar se o referencial está parado ou em movimento retilíneo uniforme.(Ex: o vagão em movimento e a bola jogada. Pg. 391 – livro azul)
Leonardo
COMO OBTER UM REFERENCIAL INERCIAL?
O que geralmente se faz é considerar como inercial um referencial que esteja em repouso em relação às estrelas fixas (as estrelas muitos distantes que parecem esta em repouso), assim, será também inercial que se mova em relação a ele com movimento de translação retilíneo e uniforme.Em particular, Einstein demonstrou que o espaço e o tempo estão interligados, isto é, que o intervalo de tempo entre dois eventos depende da distancia que os separa e vice-versa.
Gleidson
Uma área importante da física é a relatividade.
RELATIVIDADE: é o campo de estudo dedicado á medida de eventos (acontecimentos), onde e quando ocorrem e qual a distancia que os separa no espaço e no tempo.Além disso, a relatividade tem a ver com a relação entre os valores medidos em referencias que estão se movendo um em relação ao outro (daí o nome relatividade).
Em 1905 Albert Einstein propôs a teoria da relatividade restrita, o adjetivo restrita é usado para indicar que a teoria se aplica apenas a referencias inerciais, isto é, a referencias que as leis de Newton são validas.
Juninho
- Vejamosagora a respeito das postulas em que se baseia a teoria de Einstein:
A teoria da relatividade foi criada pelo físico alemão Albert Einstein em duas etapas: em 1905 ele publicou um trabalho que mais tarde ficou conhecido pelo nome de teoria da relatividade especial, que trata do movimento uniforme, e, em 1915, publicou a teoria da relatividade geral, que trata do movimento acelerado e dagravitação.
Um problema que afligia Einstein era a falta de simetria observada em alguns fenômenos eletromagnéticos.
Ao contrário da mecânica, as leis do eletromagnetismo pareciam depender do referencial. Isso para Einstein era “insuportável”.
Einstein apresentou a solução desses problemas em um trabalho institulado “sobre a eletrodinâmica dos corpos em movimento”, publicado em 1905 numa revista...
tracking img