Trabalho voluntario

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1930 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MOTIVAÇÃO PARA O TRABALHO VOLUNTÁRIO






























SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO 03

2. OBJETIVOS 07

3. HIPÓTESE 07

4. JUSTIFICATIVA 07

5. MÉTODO 08

5.1 SUJEITOS 08

5. 2 INSTRUMENTOS 08

5. 3 PROCEDIMENTOS 08

6. REFÊRÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 08

ANEXO I 08





1. INTRODUÇÃO
Este projeto de pesquisa social trata-se de umtrabalho da disciplina de Projeto de Pesquisa em Psicologia Social, visando levantar as possíveis relações entre os fatores de motivação na teoria de Abraham Maslow relacionados às motivações identificadas do trabalho voluntário. De acordo com Shin e Kleiner (2003), voluntário é um indivíduo que oferece o seu serviço a uma determinada organização, sem esperar uma compensação monetária,serviço que origina benefícios ao próprio indivíduo e a terceiros. No Brasil, a Lei 9.608 de 18 de fevereiro de 1998, que dispõe sobre os serviços voluntários, define o voluntariado como o trabalho não-remunerado realizado por pessoas físicas, que não gera nenhum tipo de vínculo empregatício, obrigações trabalhistas ou previdenciárias (Manual de Capacitação do Projeto Força Voluntária. 2010). Emnossa sociedade, o trabalho voluntário é visto como filantrópico e assistencialista e alcança diferentes atividades. Ainda segundo o Manual de Capacitação do Projeto Força Voluntária, o voluntário precisa ter consciência de suas responsabilidades junto à Organização com qual irá colaborar, assumindo compromissos e respeitando os interesses e objetivos da mesma. A Organização das Nações Unidas(ONU), diz que "o voluntário é o jovem ou adulto que, devido ao seu interesse pessoal e ao seu espírito cívico, dedica parte de seu tempo, sem remuneração alguma, a diversas formas de atividades, organizadas ou não, de bem-estar social ou outros campos." É interessante notar que a ONU diz que é devido ao "interesse pessoal" e "espírito cívico" que a indivíduo exerce o trabalho voluntário uma vezque a mesma não tem "remuneração alguma". Porém ao interpretarmos este conceito, entendemos que "remuneração alguma" pode estar associada à remuneração monetária, que de fato não existe. Mas o "interesse pessoal" e o "espírito cívico" que a ONU diz que move estes voluntários, pode sim acarretar algum tipo de "remuneração" ou "recompensa" que motiva o indivíduo para o trabalho voluntário. Amotivação é um processo psicológico complexo que resulta de uma interação entre o indivíduo e o ambiente que o rodeia (Latham e Pinder, 2005). A motivação para o trabalho é um conjunto de forças “energéticas” que fazem com que um indivíduo inicie um comportamento relacionado com o trabalho e determine a sua forma, direção, intensidade e duração (Lathan e Pinder, 2005).

Maslow critica o “atomismometodológico” a teoria de que os homens não devem ser analisados por uma só dimensão. Para Maslow o indivíduo é um todo integrado e organizado. Por isso ele organizou as necessidades numa hierarquia de preponderância, colocando as necessidades biológicas como aquelas que tinham de ser satisfeitas primeiro, antes de quaisquer outras necessidades mais elevadas poderem receber qualquer atenção.A gratificação se torna um conceito tão importante como a privação na teoria da motivação, porque ela livra o organismo da dominação de uma necessidade mais fisiológica, permitindo então a emergência de outros objetivos mais sociais; contudo aceita a idéia que a múltipla motivação, ou seja, que os motivos atuam simultaneamente na pessoa, influenciando-a diferentemente ao mesmo tempo. São seteas necessidades básicas expostas em ordem de preponderância: necessidades fisiológicas — compreendem os impulsos (drive), acrescidos da dinâmica da homeostase e da idéia de apetite (que introduz a escolha de alimentos pela pessoa ao tema da fome, necessidades básicas); necessidades de segurança — que Maslow entende ser uma classificação grosseira. Por necessidade de segurança depreende-se a...
tracking img