Trabalho termogênicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4713 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências da Saúde Instituto de Nutrição Josué de Castro Disciplina: Dietoterapia e Patologia Nutricional I Profª: Glorimar Rosa Alunas: Jéssica Cardoso, Jéssica Martins, Júlia Benites, Tássia Conti, Viviane Sohn.

Uso de alimentos termogênicos no tratamento da obesidade
Rio de Janeiro, Junho de 2010.

OBESIDADE:
O acúmulo excessivo detecido adiposo deriva de um aporte calórico excessivo e crônico de substratos combustíveis presentes nos alimentos e bebidas (proteínas, hidratos de carbono, lipídios e álcool) em relação ao gasto energético (metabolismo basal, efeito termogênico e atividade física). Nesse acúmulo intervêm, tanto os hábitos alimentares e de estilo de vida, os fatores sociológicos e as alterações metabólicas eneuro-endócrinas, como os componentes hereditários (Marques-Lopes et al, 2004). Os progressos científicos indicam que existe uma base genética transmissível, implicada na manutenção de um peso corporal estável, através dos seguintes mecanismos: 1) no controle de péptidos e monoaminas implicados na regulação do apetite; 2) nas variações do metabolismo basal, no efeito termogênico dos alimentos ou naatividade física espontânea e 3) na regulação da utilização metabólica dos nutrientes energéticos, para suprir as necessidades do organismo (Marques-Lopes et al, 2004). Assim, a obesidade é definida como uma enfermidade crônica não-transmissível, caracterizada pelo acúmulo excessivo de adiposidade corporal a um nível tal que resulte no comprometimento da saúde (C onsenso Latino-Americano sobreObesidade, 1998; Ferreira et al, 2006) e, de acordo com Freitas e Navarro (2007), de forma a reduzir a expectativa de vida. A obesidade mórbida é diagnosticada quando o IMC (Índice de Massa Corporal) excede o valor de 40kg/ m² e quando a soma das dobras cutâneas subescapular e do tríceps excedem o percentil 95. (WHO, 1998; Cesar 2002). Tem etiologia multifatorial, podendo ter suas causas divididas emdois grandes contextos: exógena (fatores externos de origem comportamental, dietética e ambiental, responsável por 95% dos casos) e endógena (relacionado com fatores internos do organismo, como componentes genéticos, psicológicos, endócrinos e metabólicos) (Botero, 2001). A obesidade pode ser classificada quanto à distribuição de gordura, quanto ao crescimento de tecido adiposo e quanto àmorbidade, sendo: Quanto à distribuição de gordura: excesso de massa adiposa corporal total, sem

concentração particular(associada a morbimortalidade); excesso de gordura subcutânea na região abdominal do tronco – tipo andróide (associada ao aumento de LDL-c, problemas cardiovasculares e resistência insulínica); excesso de gordura víscero-abdominal (associada à problemas cardiovasculares e resistênciainsulínica) e excesso de gordura glúteo-femural – tipo ginóide (maiores consequências mecânicas) (Guerra, 2001). Quanto ao crescimento de tecido adiposo: hipertrófica (aumento do tamanho dos adipócitos), hiperplásica (aumento do número de adipócitos) e hipertrófica e hiperplásica (aumento do número e tamanho dos adipócitos). (Sousa, 2007). Quanto à morbidade: classificada pelo IMC (Mancini,2003). A prevalência de sobrepeso e obesidade tem sido considerada uma epidemia de grandes proporções nos últimos anos, reconhecido como um problema médico em países desenvolvidos (Westertep-Platenga et al, 2007; Lin et al, 2005) e subdesenvolvidos. O aumento da incidência atinge quase todas as raças e sexos, e está presente principalmente na população de 25 a 44 anos (Francischi et al, 2000).Pode-se afirmar que as tendências de transição nutricional ocorridas neste século, em diferentes países no mundo, convergem para uma dieta rica em gorduras saturadas, açúcares e alimentos refinados, e com baixo teor de carboidratos complexos e fibras, também conhecida como dieta ocidental (Filho et al, 2003). Aliando esse fator com o declínio progressivo da atividade física dos indivíduos, percebe-se...
tracking img