Trabalho tc

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3971 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
MONIQUE FERREIRA DE OLIVEIRA

RELATÓRIO E PROJETO DE TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

BELFORD ROXO 2012
Monique Ferreira de Oliveira

Relatório e Projeto de Tomografia Computadorizada
Projeto e relatório de
Tc apresentado ao
Apresentado ao professor
Alexandre Abreu como parte daAvaliação na disciplina de tc.

Belford Roxo 2012
Procedimento
Para obter uma TC, o paciente é colocado numa mesa que se desloca para o interior de um anel de cerca de 70 cm de diâmetro. À volta deste encontra-se uma ampola de Raios-X, num suporte circular designado gantry. Do lado oposto à ampola encontra-se o detector responsável por captar a radiação e transmitir essa informação ao computador ao qualestá conectado.
Nas máquinas sequenciais ou de terceira geração, durante o exame, o “gantry” descreve uma volta completa (360º) em torno do paciente, com a ampola a emitir raios X, que após atravessar o corpo do paciente são captados na outra extremidade pelo detector. Esses dados são então processados pelo computador, que analisa as variações de absorção ao longo da seção observada, e reconstróiesses dados sob a forma de uma imagem. A “mesa” avança então mais um pouco, repetindo-se o processo para obter uma nova imagem, alguns milímetros ou centímetros mais abaixo.
Os equipamentos designados “helicoidais”, ou de quarta geração, descrevem uma hélice em torno do corpo do paciente, em vez de uma sucessão de círculos completo. Desta forma é obtida informação de uma forma contínua, permitindo,dentro de certos limites, reconstruir imagens de qualquer seção analisada, não se limitando portanto aos "círculos" obtidos com as máquinas convencionais. Permitem também a utilização de doses menores de radiação, além de serem muito mais rápidas. A hélice é possível porque a mesa de pacientes, ao invés de ficar parada durante a aquisição, durante o corte, tal como ocorre na tomografia convencional,avança continuamente durante a realização dos cortes. Na tomografia convencional a mesa anda e pára a cada novo corte. Na helicoidal a mesa avança enquanto os cortes são realizados.
Atualmente também é possível encontrar equipamentos denominados DUOSLICE, e MULTISLICE, ou seja multicorte, que, após um disparo da ampola de raios x, fornecem múltiplas imagens. Podem possuir 2, 8, 16, 64 e até 128canais, representando maior agilidade na execução do exame diagnostico. Há um modelo, inclusive, que conta com dois tubos de raios-x e dois detectores de 64 canais cada, o que se traduz em maior agilidade para aquisição de imagens cardíacas, de modo que não é necessário o uso de beta-bloqueadores. Permite também aquisições diferenciais, com tensões diferentes em cada um dos emissores, de modo a seobter, por subtração, realce de estruturas anatômicas.
Com essa nova tecnologia é possível prover reconstruções 3D, MPR (MultiPlanarReconstrucion)

Tipos de exame
Crânio Pescoço Coluna Vertebral Tórax Abdome Músculo Esquelético Angio CT Dental
Crânio
1. Crânio FOV ( Image Size ) : ajustar conforme tamanho do crânio de cada paciente; – Espessura de corte ( Thickness ) : Infra tentorial : 3mm ;Supra tentorial : 8 mm ; – " Intervalo " ( Index ) : Infra tentorial : 3 mm; Supra tentorial : 8 mm ; – Pitch Factor : 1,25 ( Infra tentorial ) e 1,0 ( supra tentorial ); – Kv : 120 ; – mA : 200 – Scan time : 1,5 segundos. Quando injetar contraste, identificar no aparelho / OBS (1) : PACIENTES COM SUSPEITA CLÍNICA DE CEFALÉIA E EPILEPSIA FAZER DIRETO COM CONTRASTE ; OBS (2) : PARA OS PACIENTES ACIMA,ESPERAR 2 MINUTOS ATÉ COMEÇAR O EXAME ; OBS (3) : EM PACIENTES COM SUSPEITA DE METÁSTASES OU TUMOR CEREBRAL ESPERAR DE 5 A 10 MINUTOS PARA INICIAR O EXAME.
2. Sela Turca ( Hipófise ) FOV : fazer com 180 mm e depois reprocessar com 90 mm; – Posicionamento em coronal, se possível de barriga para baixo, não esquecer de trocar de supine para prone, se isso ocorrer ; – FAZER SEMPRE DIRETO COM...
tracking img