Trabalho sobre

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2338 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Passo 1
BANCA DE JORNAL
Para atuar nesse mercado é necessário obter a concessão junto à prefeitura do município sendo que, não é sempre que se encontram pontos disponíveis, especialmente em algumas cidades. Também será necessário se cadastrar junto às editoras para, finalmente, receber o código de sua banca.
As editoras e os distribuidores fornecem o material e estabelecem cotas para cadaproduto. Cada jornaleiro recebe um lote mínimo de produtos, definido em função de uma pré-avaliação da banca/ localização.

O proprietário que retirar os produtos pela primeira vez, não poderá devolver todo o material que não foi vendido (encalhe). As distribuidoras pré-determinam que alguns tipos de publicações não fazem parte desse processo.

Existe também, a obrigatoriedade do proprietárioadquirir revistas específicas que a distribuidora determinou em sua cota. Concluindo, as distribuidoras coordenam os tipos de publicações, a quantidade e preços.
Bancas de jornais são populares em todo o Brasil e não precisam de um grande sacrifício para vender o seu produto. As pessoas procuram por estes espaços para comprar jornais, revistas semanais ou mensais, livros e publicações eventuais quetambém são voltadas para bancas de jornais. As bancas costumam ser bastante lucrativas porque são voltadas para quem gosta ou precisa de uma leitura diária e vale lembrar que jornais são publicados todos os dias, então todos os dias você vai ter vendas.

Passo 2
A) Quanto se compra e se vende
Existem três formas de montar uma banca de jornais: comprar uma já pronta, participar de disputa pormeio de concorrência pública (a prefeitura é responsável) ou tê-la em um terreno de propriedade particular.
A estrutura é bem simples e de metal, pode ser encomendada ou comprada pronta e não vai te custar mais que R$ 3 mil, com prateleiras para mostrar os produtos. Alguns mostruários já são entregues junto com as editoras, divulgando a marca, como os cavaletes e espaços para os jornais do dia eoutros precisam mesmo ser comprados, mas possuem um custo baixo.
A estrutura é pré-fabricada e por dentro é preciso organizar tudo em prateleiras para que o material a ser vendido seja disposto nelas, assim como no balcão e vitrines. Também aproveite essas duas últimas partes para vender outros produtos, como doces e materiais básicos de escritório, como blocos de papel e caneta, por exemplo.
Osequipamentos necessários básicos para uma banca mais organizada de médio porte, que possa atender a mais de cinco clientes ao mesmo tempo, são estantes, balcão, ventilador, porta-jornal, luzes, banqueta, máquina de calcular e porta-saco, para que as revistas sejam embaladas e entregues nas mãos dos clientes dentro do suporte de plástico.

Não se pode falar em um novo negócio sem falar eminvestimento, uma das partes mais importantes do processo. Infelizmente, é preciso mexer no bolso para começar a trabalhar por conta própria. O capital inicial investido é de cerca de R$ 14 mil para ter uma implementação de uma banca de jornais, variando conforme a localidade. Esse montante já conta com o espaço e tudo mais incluído, que pode ser também o custo com funcionário.
Contudo, a maioria nãocomeça a contratar alguém, mas simplesmente atua sozinho na banca, o que não é nenhum risco se não for uma banca grande que envolva muitos clientes, o que pode correr o risco de sofrer alguns pequenos furtos.


B) Comportamento do consumidor
Este é o ponto mais importante do seu empreendimento porque uma banca de jornal precisa ser vista para ser procurada. É preciso pensar em um local combastante movimentação e ainda vender alguns outros produtos para garantir o sucesso e barrar a concorrência.
Bairros residenciais também são bons locais para montar uma banca de revistas porque há público, que é o mais amplo possível. São seus clientes em potencial: crianças em idades variadas leitoras de gibis, adolescentes, adultos e idosos. Melhor impossível, não? E com as publicações hoje no...
tracking img