Trabalho sobre o livro: "o caso dos exploradores de cavernas"

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1039 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1 Faça por escrito, a leitura de identificação.

‘O caso dos exploradores de cavernas’ é um livro do autor estadunidense Lon L.Fuller, professor de ‘’jurisprudence’’ da harvard law school que foi publicado nos Estados Unidos em 1949 e no Brasil em 1976. A tradução do original inglês e introdução por Plauto Faraco de Azevedo, professor adjunto e pesquisador da faculdade de Direito da UFGS;doutor em Direito pela Universidade Católica de louvain, Bélgica. Ficha catalográfica elaborada pela equipe da Biblioteca do Tribunal de Justiça do RS. Não a subtítulos e contem 75 páginas.

2 Elabore uma síntese tipo resumo da historia do livro e uma síntese tipo esquema das argumentações dos 5 juízes.
Resumo do livro “O caso dos exploradores de cavernas de Lon L. Fulle”:
Emprincípios de maio do ano de 4299, cinco membros da Sociedade Espeleológica dentre eles Roger Whetmore, penetraram no interior de uma caverna de rocha calcaria e já bem distantes da entrada da mesma, ocorreu um desmoronamento onde pesados blocos de pedra bloquearam a única abertura. Quando os homens aperceberam-se da situação difícil em que se achavam, concentraram-se próximo a entrada obstruída, naesperança que uma equipe de socorro removesse o entulho que os impedia de deixar a prisão. As famílias dos membros da Sociedade presos na caverna, após não voltarem para casa, notificaram que na sede da Sociedade deixaram indicações concernentes à localização da caverna que se propunham a visitar.
A tarefa revelou-se extremamente difícil. Um enorme campo temporário de trabalhadores foiinstalado para o resgate.
Souberam que os exploradores haviam levado consigo escassas provisões e na caverna também não havia meios naturais para substituir, foi onde preocuparam-se com a morte por inanição. Soube-se também que os exploradores levaram para a caverna um rádio transistorizado e foi instalado prontamente no acampamento para manter comunicação com os homens de dentroda caverna.
Os exploradores de início na comunicação queriam saber quanto tempo seria necessário para libera-los onde souberam que seriam pelo menos dez dias, desde que não ocorressem novos deslizamentos e com mais esse tempo a substinencia era escassa. O rádio da caverna calou-se por oito dias e a mesma sendo restabelecida, Whetmore indagou se seriam capazes de sobreviver por maisdez dias com carne de um dentre eles, obtendo resposta positiva, embora as autoridades extra caverna não quisessem opinar quanto a forma de escolha do membro sacrificado.
O contato com a caverna foi cortado devido ao rádio ter descarregado. Quando os homens foram finalmente resgatados, soube-se que, no vigésimo terceiro dia após entrada na caverna, Whetmore foi morto e servido dealimento à seus companheiros.
Após serem libertos da caverna, os exploradores restantes foram cuidados para restabelecer a saúde, foram à julgamento acusados e condenados pelo homicídio de Whetmore. Com base nesse veredicto o juiz decidiu em primeira instância que os réus eram culpados e em conseqüência sentenciou-os à pena de morte pela forca. Dissolvendo o júri, seus membros enviaramuma petição conjunta ao chefe do Executivo para uma revisão da pena imposta.

Em segunda instância, o caso foi revisto por quatro juízes e cada um emitiu seu parecer quanto ao caso.
Foster, J. concluiu que no momento que Whetmore foi morto, ele estava em “estado natural” excluiu os condenados de qualquer culpa bem como, usa o argumento da legítima defesa. Tatting,J. reconhece a relevância dos precedentes citados por Foster, porém recusa-se a participar da decisão deste caso. Keen, J. foi contra a absolvição dos réus, pois segue os rigores da lei dizendo que é uma questão da competência do chefe do Poder Executivo e não dele enquanto juiz. Handy, J. inocentou os sentenciados dizendo que se decepcionou com os colegas, pois ninguém levantou a questão da...
tracking img