Trabalho sobre o livro auto da barca do inferno

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1004 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE TIRADENTES
CURSO LETRAS PORTUGUÊS/ESPANHOL
GUSTAVO PASSOS OLIVEIRA VANDERLEI DE MELO

AUTO DA BARCA DO INFERNO

Maceió, AL, novembro de 2011
Gil Vicente (1465 — 1536?) é geralmente considerado o primeiro grande dramaturgo português, além de poeta de renome. Há quem o identifique com o ourives, autor da Custódia de Belém, mestre da balança, e com o mestre de Retórica do rei DomManuel. Enquanto homem de teatro, parece ter também desempenhado as tarefas de músico, ator e encenador. É frequentemente considerado, de uma forma geral, o pai do teatro português, ou mesmo do teatro ibérico já que também escreveu em castelhano - partilhando a paternidade da dramaturgia espanhola com Juan del Encina.
A obra vicentina é tida como reflexo da mudança dos tempos e da passagem daIdade Média para o Renascimento, misturando religiosidade e antropocentrismo, fazendo-se o balanço de uma época onde as hierarquias e a ordem social eram regidas por regras inflexíveis, para uma nova sociedade onde se começa a subverter a ordem instituída, ao questioná-la. Foi, o principal representante da literatura renascentista portuguesa, anterior a Camões, incorporando elementos populares nasua escrita que influenciou, por sua vez, a cultura popular portuguesa.
As obras de Gil Vicente são essas logo abaixo:
* Monólogo do Vaqueiro ou Auto da Visitação (1502) * Auto Pastoril Castelhano (1502) * Auto dos Reis Magos (1503) * Auto de São Martinho (1504) * Quem Tem Farelos? (1505) * Auto da Alma (1508) * Auto da Índia (1509) * Auto da Fé (1510) * O Velho da Horta(1512) * Exortação da Guerra (1513) * Comédia do Viúvo (1514) * Auto da Fama (1516) * Auto da Barca do Inferno (1517) * Auto da Barca do Purgatório(1518) * Auto da Barca da Glória (1519) * Cortes de Júpiter (1521) * Comédia de Rubena (1521) * Pranto de Maria Parda | * Farsa de Inês Pereira (1523) * Auto Pastoril Português (1523) * Frágua de Amor (1524) * Farsa do Juiz daBeira (1525) * Farsa do Templo de Apolo (1526) * Auto da Nau de Amores (1527) * Auto da História de Deus (1527) * Tragicomédia Pastoril da Serra da Estrela (1527) * Farsa dos Almocreves (1527) * Auto da Feira (1528) * Farsa do Clérigo da Beira (1529) * Auto do Triunfo do Inverno (1529) * Auto da Lusitânia, intercalado com o entremez Todo-o-Mundo e Ninguém (1532) * Auto de Amadisde Gaula (1533) * Romagem dos Agravados (1533) * Auto da Cananea (1534) * Auto de Mofina Mendes (1534) * Floresta de Enganos (1536) |

Características:
Estilo: obra escrita em versos heptassílabos, em tom coloquial e com intenção marcadamente doutrinária, fundindo em algumas passagens o português, o latim e o espanhol. Cada personagem apresenta, através da fala, traços que denunciam suacondição social.
Estrutura: peça teatral em um único ato, subdividido em cenas marcadas pelos diálogos que o Anjo ou o Diabo travam com os personagens.
Cenário: um ancoradouro, no qual estão atracadas duas barcas. Todos os mortos, necessriamente, têm de passar por esta paragem, sendo julgados e condenados ou à barca da Glória ou à barca do Inferno.
Personagens:
Diabo: condutor das almas aoInferno, conhece muito bem cada um dos personagens que lhe cai às mãos; é zombeteiro, irônico e bom argumentador. Gil Vicente não pinta o Diabo com responsável pelos fracassos e males humanos; o Diabo é um juiz, que exibe às claras o lado mais recôndito dos personagens, penetrando nas consciências humanas e revelando o que cada um deles procura esconder.
Fidalgo: representante da nobreza. Chegacom um pajem, roupas solenes e uma cadeira. É condenado por sua vida pecaminosa, em que a luxúria, a tirania e a falta de modéstia pesam como graves defeitos. A figura do Fidalgo, orgulhoso e arrogante, permite a crítica vicentina à nobreza.
Onzeneiro: usurário que alega ter deixado suas posses em terra; querendo buscá-las, revela seu apego às coisas mundanas. O Diabo não que ele volte à terra...
tracking img