Trabalho sobre Psicologia Hospitalar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3852 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de agosto de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIP – UNIVERSIDADE PAULISTA










TRABALHO DE PSICOLOGIA HOSPITALAR CLÍNICAS MÉDICAS



























CAMPUS TATUAPÉ – SÃO PAULO
2013

UNIP – UNIVERSIDADE PAULISTA

















TRABALHO DE PSICOLOGIA HOSPITALAR CLÍNICAS MÉDICAS



























CAMPUS TATUAPÉ – SÃO PAULO
2013SUMÁRIO


1. INTRODUÇÃO...................................................................................................03
1.1 CONTEXTUALIZAÇÃO HISTÓRICA ...............................................................04
1.2 NECESSIDADE DO PSICÓLOGO HOSPITALAR...........................................06
1.3 INTERCONSULTAPSICOLÓGICA..................................................................06
1.4 O SER DOENTE E O PROCESSO DE HOSPITALIZAÇÃO............................09
1.5 O PSICÓLOGO HOSPITALAR E SUAS PRÁTICAS........................................10
1.6 CONSIDERAÇÕES FINAIS..............................................................................14
2. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS....................................................................151. INTRODUÇÃO

Este trabalho consiste em apresentar e delinear o campo de atuação e prática do psicólogo hospitalar no Brasil nos dias atuais, assim como a compreensão e trabalho com o paciente em processo de hospitalização.
Começando pelo surgimento histórico a partir das necessidades de inserção desse novo profissional no contexto hospitalar através da Psiquiatria, seu modelo de trabalhobaseado no modelo biomédico, influenciando e limitando assim sua prática de trabalho, impossibilitando ver o indivíduo totalmente, como um ser com sua subjetividade, integrado e capacitado de recursos. Limitando assim sua visão de indivíduo e prática de trabalho.
Passando pela importância e necessidade da configuração do novo modelo biopsicossocial no olhar do indivíduo, sob a base da teóricafenomenológica, entendendo a amplitude de aspectos envolvidos no adoecer e na relação dos indivíduos e a relação de saúde e doença.
Descrevendo a importância de entrada desse novo profissional no contexto do ambiente hospitalar, o novo de modelo de trabalho multidisciplinar com a atuação de interconsulta.
Por fim são delineados os objetivos e práticas possíveis do psicólogo dentro do contextohospitalar, focando o psicólogo que presta serviço para pacientes em situação de internação ou clínicas médicas.










1.1 Contextualização histórica

A prática da Psicologia Hospitalar passou por grandes transformações até chegar aos moldes de formato, práticas e olhar humanizado do indivíduo em sua totalidade, na sua compreensão de sua relação saúde-doença dentro do ambiente hospitalardos dias atuais.
O surgimento da psicologia como prática instituída dentro do ambiente hospitalar é datado do final do século XX, onde obteve sua porta de entrada através da Psiquiatria. Com o movimento psicossomático foi possível o profissional de psicologia adentrar no ambiente hospitalar, possibilitando o trabalho e compreensão dos problemas relacionados do funcionamento saudável dosorganismos humanos em seu âmbito psíquico.
O início do trabalho do psicólogo hospitalar no Brasil surge em meados da década de 60, sendo concebido a partir do modelo biomédico, modelo este extremamente influenciado em sua prática e conceito pela Medicina Científica, impossibilitando ver o ser humano como ser único e integrado, creditando suas práticas em uma objetividade científica, obedecendo àhierarquização e status do conhecimento e poder médico (Amaral, 1999, Gorayeb, 2001; Miyazaki, Domingos & Caballo, 2001).
A prática do psicólogo hospitalar era realizada como uma extensão e outras vezes repetição do trabalho de consultório, onde por muitas vezes às demandas dos pacientes hospitalares eram relegadas ao funcionamento biológico dos indivíduos, restringindo o foco de intervenção...