Trabalho sobre osteoporose - educação física

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 17 (4038 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 1 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

A saúde óssea é promovida pelas atividades físicas regulares de sustentação de peso que utilizam a força e a potência muscular e exercem força sobre o esqueleto acima das quantidades normais.
Ocorrem 336 mil fraturas de quadril relatadas nos Estados Unidos a cada ano. A causa? Osteoporose, uma doença que enfraquece os ossos e que se desenvolve gradualmente e os torna tãofrágeis que podem fraturar-se em condições normais. A osteoporose, algumas vezes denominada de “doença do osso frágil”, origina-se do termo latino que significa “osso poroso”. Os locais mais frequentemente afetados são a coluna vertebral, os quadris e os antebraços.

Predominância

Cerca de 25 milhões de americanos, sobre tudo mulheres, apresentam essa doença. O custo da osteoporoseultrapassará U$60 bilhões no ano de 2000. A Word Summit of Osteoporosis Societies estima que aproximadamente 200 milhões de pessoas apresentam osteoporose no mundo.
A osteoporose é uma “doença silenciosa” que progride sem um sinal visível, algumas vezes por décadas, até que ocorra uma fratura. Frequentemente, essas fraturas são resultantes de uma pequena queda ou de um pequeno impacto quenormalmente não a causariam. As pessoas podem apresentar uma diminuição de estatura por causa de colapso de uma vértebra (denominada de ”corcunda de viúva”) sem perceber que apresentam osteoporose.
Após a entrada na menopausa, cerca de uma em cada três mulheres apresentam osteoporose. Entre as pessoas que vivem até os 90 anos de idade, 33 por cento das mulheres e 17 por cento dos homens sofrerãofratura de quadril. Existe uma estimativa de que 12 a 20 por cento das pessoas idosas que sofrem fratura de quadril morrem de complicações no primeiro anos após a fratura, enquanto 50 por cento dos sobreviventes necessitam de algum auxílio para executar suas atividades diárias. Obviamente, a osteoporose é um problema de saúde publica importante, representando uma enorme carga econômica e médicagasta com a população idosa.
[pic]

Patogênese

O osso não é uma estrutura dura e inerte. De fato, ele é um tecido vivo complexo que fornece suporte estrutural para os músculos, protege os órgãos vitais e armazena cálcio, essencial para a força e a densidade ósseas. Os 206 ossos vivos e dinâmicos do corpo renovam-se durante a vida por meio de um processo de degradação-produção conhecidocomo remodelagem. Na remodelagem, sinais químicos complexos estimulam as células ósseas denominadas de osteoclastos a degradar e remover o osso antigo e outras células denominadas de osteoplastos a depositar osso novo.
Durante a puberdade, ocorrem aumento rápidos do crescimento e de densidade óssea, com o pico de densidade óssea sendo atingindo entre os 20 30 anos de idade. Uma vez que opico de massa óssea é atingido, a atividade dos osteoclastos e dos osteoblastos permanece em equilíbrio até aproximadamente os 45-50 anos de, quando a atividade osteoclástica torna-se maior e os adultos começam a perder paulatinamente massa óssea. Na menopausa as mulheres normalmente apresentam uma perda acelerada de massa óssea mineral durante vários anos à medida que perdem o efeito protetordos estrogênios.
Cerca de 90 por cento do conteúdo ósseo mineral do adulto é depositor no final da adolescência e esse processo é afetado tanto por fatores genéticos quanto pelo estilo de vida. A maioria dos especialistas acredita que o período de vida. A maioria dos especialistas acredita que o período entre os 9 e os 20 anos de idade é critico na formação de uma densidade óssea ideal comouma salvaguarda contra as perdas inevitáveis que ocorrem com o envelhecimento. A national Osteoporosis Foundation insiste que as pessoas pensem em seus ossos como uma cardeneta de poupança. Na sua conta, há somente a quantidade de massa óssea que você depositou.
De fato, cada vez mais a osteoporose vem sendo considerada um problema pediátrico. De acordo com a Drª. Anne-Carrié Fässler,...
tracking img