Trabalho sobre leishmaniose tegumentar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2297 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMARIO

1. INTRODUÇÃO..........................................................................................2
2. IDENTIFICAÇÃO......................................................................................3
3. DADOS CLÍNICOS E TERAPEUTICOS..................................................3
3.1- EVOLUÇÃOCLÍNICA................................................................3
3.2 – PROCEDIMENTOS OU EXAMES REALIZADOS E ACHADOS CÍNICOS..............................................................................................................4
4. ESTUDOS DA PATOLOGIA MEDICAMENTOSA....................................4
5. MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS..................................................................5
6.MEDICAMENTOS.....................................................................................7
6.1- MODO DE APLICAÇÃO...............................................................8
6.2- EFEITOS ADVERSOS..................................................................8
6.3-RECOMENDAÇÕES......................................................................9
7. MEDICAÇÕES DE SEGUNDA ESCOLHA............................................10
8. ATRIBUIÇÕES DE ENFERMAGEM......................................................11
9. CONSIDERAÇÕES FINAIS...................................................................12

1. Introdução

A leishmaniose tegumentar americana (LTA) é uma doença de evolução crônica queacomete, isoladamente ou em associação, a pele e as mucosas do nariz, boca, faringe e laringe. É causada por protozoário do gênero Leishmania e transmitida pelas fêmeas dos insetos conhecidos genericamente como flebotomínios.
No Brasil, as espécies isoladas de lesões cutâneas do homem podem ser divididas em subgênero Viannia (Leishmania braziliensis, L. guyanensis, L. lainsoni, L. naiffi e L. shawi) ousubgênero Leishmania (L. amazonensis) . No Brasil, a LTA acomete principalmente as populações rurais do norte, nordeste e centro-oeste.
Esta doença apresenta-se sob três formas anatomo- clínicas principais:
1)Leishmaniose cutânea (LC);
2) Leishmaniose cutânea-mucosa (LCM),
3) Leishmaniose cutâneo-difusa (LCD)
A doença manifesta-se inicialmente na pele, quando surge, no local da picada,uma pápula, nódulo ou simples enduração, após um período de incubação de três a oito semanas. Esta lesão inicial frequentemente se ulcera e fica recoberta por crosta. A lesão ulcerada progride e atinge três a doze centímetros de diâmetro, com bordas elevadas bem características, em moldura de quadro e base granulomatosa que sangra facilmente. O comprometimento da mucosa através da disseminaçãosanguínea ou linfática ocorre em um terço dos casos, exteriorizando-se três a dez anos mais tarde.
O diagnóstico clínico da LTA é difícil, pois macroscopicamente a lesão pode ser confundida tanto com doenças infecciosas (paracoccidioidomicose, histoplasmose, sífilis) como com doenças neoplásicas (carcinoma espino-célular, linfoma). Devido a isso, é de grande importância o diagnóstico histopatológico.Para o diagnóstico da LTA, os métodos mais utilizados são a intradermorreação de Montenegro e a pesquisa direta de parasitas na lesão. Em relação ao teste de Montenegro, sua positividade não necessariamente indica que o indivíduo seja portador da doença, e sim que ele já fora sensibilizado.
Quando se opta pela pesquisa direta, faz-se a biópsia com punch da lesão com retirada de pelo menos doisfragmentos. Um para esfregaço em lâmina, que deve ser corado por Giemsa ou Leishman; e outro para ser fixado em formol para estudo histopatológico, que poderá revelar granuloma linfohistocitário e células epitelióides com leishmania. A pesquisa direta do parasita dá índices de positividade em torno de 80%.
Outros métodos diagnósticos, como a imunoperoxidase, imunofluorescência (IF) e a...
tracking img