Trabalho sobre incesto

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1433 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇAO
A proibição de incesto
A proibição do incesto é sem dúvida um fenômeno universal. Não há sociedade alguma em que não haja uma norma que interdite o casamento entre pessoas situadas em um determinado grau de parentesco. A constatação de que as relações incestuosas têm sido consideradas, nas mais diferentes épocas e lugares, como intrinsecamente perniciosos, condenáveis não significama universalidade de sua observância. Psicanalistas, sacerdotes, médicos e educadores sabem muito bem que as transgressões à proibição do incesto são uma realidade bem mais freqüente do que geralmente se imagina.
Em busca das razões pelas quais o incesto tem sido tão veemente e extensivamente condenado, os cientistas sociais têm sugerido as mais diversas explicações. A proposta de Lévi-Strauss, ade que a proibição do incesto é universalmente imposta a fim de estabelecer a "troca de mulheres entre homens" – condição indispensável à instituição do matrimônio, da família, do parentesco e da própria vida social –, causou um grande impacto no contexto da reflexão antropológica, além de ter uma repercussão expressiva em outras áreas
Do saber. Antes de abordar as argumentações propostas porLévi-Strauss, que são de difícil compreensão e aceitação, devido a sua originalidade e estranheza, farei algumas ressalvas e críticas a duas outras explicações relativas à universalidade da proibição do incesto, facilmente acatadas pela maior parte das pessoas.
Esse trabalho visa discutir e entender melhor esse assunto tão polemico.








A proibição de incesto

Uma das explicações maiscomuns quanto à universalidade da proibição do incesto segue uma crença muito difundida entre nós, a de que o incesto foi proibido a fim de proteger a espécie humana das conseqüências genéticas nefastas do casamento entre parentes próximos. A fragilidade desse tipo de explicação, aparentemente sólida e inquestionável, deve-se ao fato de ela não levar em conta um fator inegável: o de que é sobre arelação de parentesco, e não sobre as relações de consangüinidade, que a proibição do incesto se constitui. A prevalência dos laços de parentesco sobre os de consangüinidade, na instituição da proibição do incesto, aparece claramente em sociedades cujo sistema de parentesco é unilinear. Com efeito, nessas sociedades a relação tida como incestuosa atinge certos parentes, os primos paralelos (filhosde irmãos do mesmo sexo), que, do ponto de vista da consangüinidade, são idênticos aos primos cruzados (filhos de irmãos de sexo diferente), sobre cujo relacionamento não há nenhuma interdição, uma vez que, de acordo com o sistema unilinear, eles não são parentes entre si, já que cada um deles pertence a um grupo de parentesco diferente. Outra explicação fundamenta-se na idéia de que haveria umhorror natural ao incesto, devido a fatores genéticos ou a tendências psíquicas ligadas “ao papel negativo dos hábitos cotidianos sobre a excitabilidade erótica”. (LÉVI-STRAUSS.) Como contestação a esse tipo de explicação, basta considerar que, se houvesse um horror natural ao incesto e a conseqüente falta de desejo de praticá-lo, não seria preciso proibi-lo, pois só se proíbe aquilo que se deseja.Além disso, as constantes violações da proibição são uma prova suplementar de que não há nenhum horror instintivo a esse tipo de relação. É preciso observar também que se o incesto é interdito socialmente é porque ele ameaça de alguma forma, a ordem social.
Após ter demonstrado que as razões apresentadas por esses dois tipos de explicação não se fundamentam em argumentações sólidas, Lévi-Straussmuda totalmente a forma de abordar essa questão. Por um lado, ele se recusa a enfocar a proibição do incesto em termos biológicos ou psíquicos, pois o que realmente importa, no seu entender, são as razões que fazem do incesto algo socialmente inconcebível o incesto é socialmente absurdo antes de ser moralmente condenável. Por outro, ele abandona qualquer espécie de explicação ligada à...
tracking img