Trabalho sobre figo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1983 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Processamento
de
alimentos



Figo

Introdução:

DEFINIÇÃO DA MATEŔIA
A figueira (Ficus carica L.) é uma planta nativa da Ásia Menor. As antigas civilizações do Mediterrâneo oriental consideravam a figueira uma árvore sagrada e relataram seu uso muito antes de sua chegada à Europa, sendo que os próprios árabes levaram-na para a Península Ibérica, onde foi difundida para aÁfrica, América e Europa, junto com seus primeiros colonizadores. O figo era conhecido no Egito com o nome de ‘teb’, e já se encontraram referências a este fruto nas pirâmides de Giza. Também foram encontrados relatos nas escrituras bíblicas e figos fossilizados em depósitos terciários e quaternários nas regiões da França e Itália. Os primeiros relatos da presença da figueira no Brasil foram feitos pelopadre jesuíta Fernão Cardim e datam de 1.585. Muito provavelmente estas plantas foram introduzidas pelos participantes da primeira expedição de Martin Afonso de Souza, em 1532, à Capitania de São Vicente. Somente no início do século XX, por volta de 1910, é que a cultura da figueira passou a despertar interesse comercial no Estado de São Paulo. A figueira, que antes era típica planta de quintaisurbanos, ou cultivada junto às sedes dos sítios e fazendas, iniciou sua produção comercial em Valinhos, na época ainda pertencente à Campinas ,e que hoje é conhecida como a “Capital Nacional do Figo Roxo”. O cultivar “Roxo de Valinhos”, o mais cultivado no Brasil, foi introduzido pelo imigrante italiano Lino Busatto que chegara a Valinhos por volta de 1898 e teve a iniciativa de mandar buscarmudas de figueira na Itália, em uma região próxima ao Mar Adriático. Algumas destas plantas produziram figos roxos escuros e se adaptaram muito bem às novas terras. Hoje, são nacionalmente conhecidos como “Figo Roxo de Valinhos”.
É uma cultivar rústica, vigorosa e bastante produtiva, com boa adaptação a diversos climas que ocorrem no Brasil, além de ser adaptada ao sistema de poda drástica. O frutoé alongado, grande e periforme, com pedúnculo curto, coloração externa roxo-escura e na região interna da polpa, rosa-violácea. Os figos podem ser destinados tanto para o consumo "in natura" quanto para a industrialização, na forma de doces em calda e cristalizados. A frutificação ocorre em ramos do ano. Apesar de suas diversas vantagens, apresenta a limitação de possuir um ostíolo muito aberto,com tendência e rachaduras, favorecendo a ocorrência de doenças e pragas.

IMPORTÂNCIA ECONÔMICA

A figueira é uma das espécies frutíferas de grande expressão econômica e com grande expansão mundial, pois apesar de ser considerada uma espécie de clima temperado, apresenta boa adaptação a diferentes tipos de clima e solo. Atualmente, ocupa o terceiro lugar na exportação brasileira de frutastemperadas, após a maçã e a uva. O figo é cultivado em mais de 20 países e o Brasil é o 10o produto mundial com aproximadamente 25.727 toneladas, uma produção inferior aos países árabes, como o Egito com 304.000 toneladas, a Turquia com 205.000 toneladas e a Argélia com 79.000 toneladas.

No Brasil, são destinados 2.934 ha à ficicultura, sendo que as principais regiões produtoras são: RioGrande do Sul, com aproximadamente 40% da produção, São Paulo com aproximadamente 21% e Minas Gerais com 19%. A quase totalidade dos frutos colhidos no Rio Grande do Sul é destinada ao
processamento industrial. A maior parte do figo de mesa, destinado ao mercado nacional e internacional, é cultivado no Estado de São Paulo, principalmente nas cidades de Valinhos (3,9 mil toneladas) e Campinas (4,3 miltoneladas).

Porém, mesmo com toda essa produção, a ficicultura no Estado de São Paulo sofreu drástica redução na década de 1980. Essas reduções de área e do número de pés de figo nas regiões produtoras paulistas foram devidas não só à escassez de mão-de-obra especializada, exigida principalmente pela colheita da fruta, mas também pela valorização do preço da terra provocada por loteamentos...
tracking img