Trabalho sobre erp

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 22 (5378 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução 2
O que é o ERP? 3
Principais Queixas de Clientes de Empresas sem ERP 4
Evolução Histórica do ERP 5
Como o ERP pode aumentar o rendimento de uma empresa 9
Características fundamentais do ERP 11
Benefícios da Implementação de um sistema de ERP 12
Potencialidades dos sistemas ERP 12
Componentes e aplicações dos sistemas ERP 13
Componentes 13Aplicações 14
Características de implementação de um sistema ERP 15
Os custos de implementação do ERP 16
ROI – Return Of Investments (retorno do Investimento) 18
Principais fornecedores de ERP 20
Distribuição dos sistemas ERP 21
Conclusão 21






















Introdução


Á medida que o planeta inteiro se tornou numa "aldeia global", onde ninguém quer ficaratrasado em relação ao vizinho do lado e aos concorrentes diretos, Estes últimos dez anos tem impulsionado todo o mercado de negócios de forma dinâmica e competitiva. Todas as organizações enfrentam hoje novos mercados, novos concorrentes e consumidores mais informados e exigentes.

Tudo isto levou as empresas a assumirem novos objetivos:
• Baixar o custo total dos produtos;
• Diminuiro tempo de produção;
• Reduzir a quantidade de produtos em stock;
• Alargar a gama de produtos;
• Melhorar a qualidade da produção e atendimento a clientes;
• Aumentar a eficiência da distribuição;
• Resposta às leis da procura/oferta a nível mundial.

Por isso as organizações estão em constante reorganização, com muitas fusões pelo caminho, atualizando as suaspolíticas e processos de produção, de forma a dar resposta aos concorrentes e às novas leis do mercado.
As tecnologias de informação e processos de reengenharia empresarial, usadas em conjunto, deram à luz importantes ferramentas estratégicas, ERP’s, que as empresas passaram a usar. Estas novas ferramentas passaram a equipar as empresas com as capacidades necessárias para integrar e sincronizar processosisolados, afim de linearizar todo o processo de negócio envolvido, de forma a tornarem-se mais competitivas no mercado atual. O ERP constitui para as empresas, “uma espinha dorsal” de software (backbone) para todos os tipos de negócio. Integra todos os processos de gestão para que se tenha uma visão de topo de grande parte do que se passa numa organização. As empresas, assim, passam a englobar agestão financeira, recursos humanos, dados e todas as informações de fabrico, tais como inventários, stocks, matérias-primas, etc.

Hoje em dia, existem várias empresas especializadas na programação de sistemas de ERP, as quais vou descrever mais à frente no meu trabalho.
A verdade, é que, sempre existiram softwares que geriam esses processos, mas nem todas eram vendidas pela mesma empresa,funcionando como aquelas peças de um puzzle que não encaixam. Não existe interligação nem comunicação entre as diferentes aplicações, por exemplo, o sistema de gestão financeira não comunica com o de gestão de stocks, e isso levou à necessidade de se criar uma aplicação que interligasse todos os departamentos, como a contabilidade e os recursos humanos para processamento automático de recibos devencimento e subsídios, e, ao mesmo tempo, uma comunicação à tesouraria para processar automaticamente o seu pagamento, tudo isto com o mínimo de burocracia de papéis e intervenção humana, reduzindo assim o risco de erros.

A implementação de ERP é fenomenal, mas implica um grande investimento em termos de tempo, dinheiro e esforço. Implementar este software numa empresa significa geralmente mudarmétodos de trabalho, sendo os maiores entraves a esta implementação a resistência à mudança, mas com alguma perícia e vontade de evolução, os sistemas ERP tornam melhor a maneira de trabalhar das empresas.


O que é o ERP?


Que modo melhor de explicar o que é o ERP senão começar pelo próprio nome:
ERP – Enterprise Resourse Planning de nada tem a ver com o nome que o caracteriza. Não...
tracking img