Trabalho sobre derivativos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2805 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

A crescente interligação dos mercados financeiros, propiciada por pressões de desregulamentação do segmento bancário e atribuída pelo avanço tecnológico e pelo desenvolvimento de novos produtos de finanças, possibilita uma melhor alocação de recursos, tendo em vista que um número maior de alternativas de investimento torna-se disponível aos agentes financeiros. Assim, agentessuperavitários e agentes deficitários em partes diversas do mundo, podem interagir de moto mais eficiente, com menos barreiras e dificuldades para efetuarem transações financeiras.

Por outro lado, a facilidade e a rapidez dos fluxos de capitais implicam maiores riscos para o sistema financeiro como um todo, em decorrência do aumento da probabilidade de que um evento específico para determinado agenteacarrete perdas sistêmicas, isto é, perdas que afetam todo o segmento financeiro. Uma vez que o sistema financeiro é formado por instituições que se encontram fortemente atreladas umas às outras, problemas com um participante do mercado podem rapidamente se propagar, pondo em risco a credibilidade de todo o mercado financeiro.

Neste contexto, os agentes do mercado financeiro, buscandoproteções contra perdas, vêm continuamente desenvolvendo mecanismos para a gestão de riscos. Dentre estes mecanismos, os contratos de derivativos surgem como relevantes instrumentos para transferência de risco, permitindo que os agentes financeiros possam ajustar suas carteiras de investimento a um nível adequado de risco, conforme seu perfil e de tolerância ao risco e suas disponibilidades de recursos emtermos de volume e horizonte de tempo das aplicações.

Instrumentos derivativos destinam-se a proteger as empresas de variações adversas do mercado, possibilitando a proteção ou hedge de suas operações mercantis ou financeiras. Algumas empresas também utilizam esses instrumentos com fins especulativos visando alavancar posições, buscando maximizar o retorno de seus investimentos.

Situaçõesemblemáticas dessa postura especulativa adotada por empresas não financeiras quanto aos instrumentos derivativos, é o caso ocorrido com a empresa Sadia, uma das principais indústrias alimentícias brasileiras, que reconheceu em setembro de 2008, que teriam que registrar elevadas perdas no próximo balanço. O prejuízo foi resultado de operações realizadas com derivativos no mercado de câmbio. Em nenhummomento os stakeholders da empresa foram comunicado que ela estivesse utilizando instrumentos financeiros derivativos para alavancar resultados.

RESUMO

Instituições financeiras operam derivativos com relativa segurança, intermediando a negociação de posições opostas. Na maioria das vezes cobram um spread por seus serviços e em outras aceitam assumir o risco mediante uma compensaçãofinanceira calculada. Empresas não financeira, além de não dominarem a expertise para lidar com estes instrumentos que exige conhecimento e de grande complexidade, também tem maior dificuldade em sair de posições adversas.
A aceleração da crise financeira no final de 2008 impactou moedas e mercados fazendo com que empresas que operavam derivativos com finalidades diversas das de hedge fossem surpreendidaspor variações adversas e bruscas de suas posições.
Este trabalho tem por objetivo avaliar como as empresas não financeiras utilizam os chamados instrumentos derivativos ou contratos derivativos.
Entende-se por empresas não financeiras aquelas que não apresentam como negócio principal a atividade de intermediação financeira.
Os derivativos são vistos como uma opção de adequação àscaracterísticas específicas do mercado financeiro, para a gestão financeira das empresas.

1. Conceito de Derivativos.

Derivativos é o nome dado à família de mercados em que operações com liquidação futura são implementadas, tornando possível a gestão do risco de preço de diversos ativos. Um derivativo é um instrumento financeiro, um contrato, com características que não existem em nenhum tipo de...
tracking img