Trabalho sobre babesiose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1687 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
REVISTA CIENTÍFICA ELETRÔNICA DE MEDICINA VETERINÁRIA PERIODICIDADE SEMESTRAL – EDIÇÃO NÚMERO 4 – JANEIRO DE 2005 - ISSN 1679-7353 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS DA BABESIOSE CANINA E BOVINA NA REGIÃO DE GARÇA Eber Rogério ASSIS Luiz Humberto Alduini BORGES Sinval SoutoMATTEI João Marcelo Sancinetti MEIRA Marcos Kunio MIYAZAWA Fernando José Delai PARDO
Discentes do 4º ano da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça – FAMED.

Lisiane Martins ALMEIDA
Profª. Doutora de Epidemiologia Geral e Saneamento Ambiental Aplicado Docente da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Garça – FAMED.

RESUMO A babesiose é uma doença parasitária de extremaimportância que acomete várias espécies de animais, inclusive o homem, sendo transmitida por carrapatos que infectam os eritrócitos por protozoários do gênero Babesia spp. Dependendo da patogenicidade da cepa envolvida, pode levar ao comprometimento múltiplo de órgãos. Com o objetivo de obter informações quantitativas sobre babesiose canina e bovina na região de Garça, foram levantados os dadossobre a doença junto ao hospital veterinário e leiteria da FAMED, Garça (SP), no período de janeiro de 2002 a março de 2004. Na Clínica de Pequenos Animais foram observados 25,3% de casos, na Clínica de Grandes Animais, 24,0% de casos e na Leiteria 50,7% de casos. PALAVRAS-CHAVES: Babesia spp, Hemoparasita, Canino, Bovino.

ABSTRACT Babesiose is a parasitic illness of extreme importance whichattack many animal species, including man, transmitted by ticks which infected the erythrocytes by protozoaes the genus Babesia spp. Depending of the pathogenesis of the involved stump, it can lead to multiple organs compromise. In order to get quantitative information about canine and cattle babesiose in the region of Garça, it was mad a study about the disease at the veterinary Hospital andmilkmaid of FAMED, Garça (SP), from January 2002 to March 2004. In the clinic of small animals it was observed 25,3% of cases, in the clinic of large animals, 24,0% of cases and in milkmaid,50,7% of cases. KEY WORDS: Babesia spp, hemoprotozoic, canine, cattle.

1- INTRODUÇÃO Piroplasmose, febre do carrapato ou tristeza parasitária bovina são apenas sinônimos de uma importante doença parasitária,hemofílica, caracterizada pela infecção dos eritrócitros circulantes por protozoários do gênero Babesia spp (SMITH, 1994). A moléstia acomete diferentes espécies de animais domésticos, silvestres e inclusive o homem, fazendo-se desenvolver sintomas e sinais clínicos bastante severos e até mesmo fatais. A babesiose pode-se apresentar nas formas hiperaguda, aguda, crônica ou subclínica, com manifestaçõesclínicas múltiplas e variadas (BRANDÃO & HAGIWARA, 2002). Dentre as espécies de carrapatos que promovem a transmissão da Babesia canis no Brasil estão: Rhipicephalus sanguíneus. Babesia canis e Babesia gibsoni são as duas espécies principais que parasitam os cães, enquanto Babesia bigemina e Babesia bovis, são encontradas nos bovinos tendo como hospedeiro intermediário o carrapato Boophilusmicroplus (BLOOD & RADOSTITS, 1991). Subespécies de Babesia também podem ser transmitidas por transfusão sangüínea. Estudo realizado por RIOS et al. (2003), avaliou a presença de Babesia em 194 indivíduos do município de Puerto Berrío (Colômbia), dendo sido utilizado a técnica da imunofluorescência indireta.

2- CONTEÚDO A distribuição geografica do agente da doença acompanha aquela dos insetosvetores que o transmitem .Em termos gerais, B.bigemina, B.bovis, B.canis, e B.gibsoni causam infeções nos países tropicais e subtropicais (URQUHART et al,1996). O período de incubação varia de 10 dias a 3 semanas. A parasitemia transitória ocorre no 1º dia ,e a recidivante é detectada no 14º dia, com pico no número de microorganismos pelo 20º dia, resultando em anemia hemofílica intravascular. O...
tracking img