Trabalho sobre acidentes ofidicos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1032 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Federal de Alagoas Campus Arapiraca-Pólo Viçosa Medicina Veterinária Toxicologia

Alunas:Ayodhya Ramalho Karla Danielle Mayyara Gonzaga

• As serpentes estão classificadas: Reino Animalia Filo Chordata Classe Reptilia Ordem Squamata Subordem Ophidia. Família Viperidae*
– Gênero Bothrops (jararaca), – Crotalus (cascavel) e – Lachesis (surucucu),

Família Elapidae*

– gêneroMicrurus (cobra coral) – gêneros Philodryas (cobra verde) – Clelia (cobra preta ou muçurana)

Família Colubridae

• Podem ser classificadas em 2 grupos básicos:
– peçonhentas (inoculam seu veneno no corpo de uma presa ou vítima); – não peçonhentas (produzem um veneno que aflora em sua cavidade bucal e atua na digestão do alimento, mas não possuem presas inoculadoras para introduzir apeçonha na vítima, como a jibóia, a sucuri, a dormideira, a caninana, a cobra-cipó, a boipeva).

• A serpente peçonhenta é definida por três características fundamentais: ;

• Grupo I (Gêneros Bothrops, Bothriopsis e Bothrocophias; conhecidas popularmente como jararacas, caissaca, urutúcruzeiro, jararacussu); • Grupo II (Gênero como cascavéis); Crotalus; conhecidas popularmente

• Grupo III(Gênero Lachesis; conhecidas popularmente como surucucu-bico-de-jaca); • Grupo IV (Gêneros Micrurus e Leptomicrurus; conhecidas popularmente como corais-verdadeiras).

• Na região da Mata Atlântica encontra-se atualmente registro de 41 espécies:
– 5 cuja peçonha é de conhecida importância em acidentes ofídicos:
• 2 espécies são do gênero Bothrops (B. bilineata, B. leucurus), • 1 do gênero Lachesis(L. muta) e • 2 do gênero Micrurus (M. ibiboboca e M. lemniscatus).

Obs.: Bothrops muriciensis, que foi descrita recentemente , é uma espécie endêmica da região de Murici, e dados sobre a atividade de seu veneno são desconhecidos até o momento. Na caatinga ocorrem as espécies Bothrops erythromelas e Crotalus durissus.

• Espécies em Alagoas: B. bilineata, B. leucurus e B. erythromelas.• Habitam principalmente zonas rurais, preferindo ambientes úmidos e locais onde haja facilidade para proliferação de roedores.
• Têm hábitos predominantemente noturnos.

• O veneno atua de formas diferentes ao penetrar no organismo animal podendo causar a ação proteolítica, a coagulante e a hemorrágica.
– A ação proteolítica, possivelmente, decorre da atividade de proteases hialuronidases efosfolipases, da liberação de mediadores da resposta inflamatória, da ação das hemorraginas sobre o endotélio vascular e da ação pró-coagulante do veneno.

– A ação hemorrágica ocorre devido a uma alteração no fator X e na protrombina. Essas ações produzem distúrbios da coagulação, caracterizados por consumo dos seus fatores, podendo ocasionar incoagulabilidade e hemorragias em diversos locais.– A ação coagulante ocorre através do consumo do fibrinogênio (substância que promove a coagulação do sangue), havendo deposição de microcoágulos principalmente nos pulmões e rim.

• • • • • •

Dor e edema local de intenso a ausente, gengivorragia, epistaxe e hematúria, equimoses, bolhas e necrose. Podem aparecer em dias sucessivos, com ou sem alteração do Tempo de Coagulação.

•Espécie em Alagoas: C. durissus. • Habitam os campos abertos, regiões secas e pedregosas e os pastos, exceto zona litorânea.

• São conhecidas popularmente como cascavel, apresentam cauda com chocalho (guizo) e a coloração é marrom-amarelada.

• O veneno das cascavéis é muito potente (6 x mais potente que o da jararaca) tendo ação miotóxica, neurotóxica e anticoagulante, sendo os acidentes por essascobras muito graves, levando à morte caso não sejam tomadas providências .
– A atividade miotóxica, devido a crotoxina, produz lesões no tecido muscular esquelético levando à liberação de mioglobina para o sangue. – As frações neurotóxicas (fundamentalmente a crotoxina) produzem efeitos no sistema nervoso inibindo a liberação de acetilcolina causando as paralisias motoras. – A ação...
tracking img