Trabalho sentado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3572 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Rev Dor. São Paulo, 2011 out-dez;12(4):308-13

ARTIGO ORIGINAL

Lombalgia ocupacional e a postura sentada: efeitos da cinesioterapia laboral*
Occupational low back pain and postural in the sitting position: labor kinesiotherapy
Kate Paloma Nascimento Freitas1, Suélem Silva de Barros2, Rita di Cássia de Oliveira Ângelo3, Érica Patrícia Borba Lira Uchôa4
* Recebido da Universidade Católica dePernambuco (UNICAP). Recife, PE. RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A lombalgia é apresentada como a mais frequente afecção da coluna vertebral, provocando desde limitação de movimento até invalidez temporária. Estudos revelam etiologia multifatorial, destacando-se as causas biomecânicas, as características individuais e os fatores ocupacionais. O presente estudo teve como objetivo verificar os efeitosda cinesioterapia em pacientes portadores de lombalgia ocupacional. MÉTODO: Trinta e oito funcionários de uma instituição de ensino superior da cidade de Recife portadores de lombalgia ocupacional, que trabalhavam sentados, foram avaliados por meio da Escala de Dor Autopercebida, dos questionários funcionais de Oswestry e Roland-Morris e do teste de avaliação física Screening antes e após sessõesde cinesioterapia laboral. RESULTADOS: Houve melhora estatisticamente significante na intensidade da dor avaliada pela Escala de Dor Autopercebida (p < 0,001) e no teste de avaliação física Screening (p = 0,001). Entretanto, não houve melhora
1. Fisioterapeuta Graduada pela Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP). Recife, PE, Brasil. 2. Fisioterapeuta; Especialista em FisioterapiaTraumato-Ortopédica pelas Faculdades Integradas do Recife (FIR) e em Saúde Pública pelas Faculdades Integradas da Vitória de Santo Antão (FAINTVISA). Recife, PE, Brasil. 3. Fisioterapeuta; Professora do Curso de Fisioterapia da Universidade de Pernambuco (UPE). Petrolina, PE, Brasil. 4. Fisioterapeuta; Professora do Curso de Fisioterapia das Faculdades Integradas do Recife (FIR) e da Universidade Católica dePernambuco (UNICAP). Recife, PE, Brasil. Endereço para correspondência: Suélem Silva de Barros Rua Silvino Lopes, 92 – Cajá. 55610-090 Vitória de Santo Antão, PE. Fone: (081) 8846-7601 E-mail: suelem.barros@yahoo.com.br

significativa pela análise dos questionários de Oswestry e Roland-Morris. CONCLUSÃO: Os resultados permitem inferir que a cinesioterapia laboral melhorou a dor lombar, diminuindoa sua intensidade, melhorando a capacidade funcional dos músculos estabilizadores do tronco e a amplitude de movimento articular. Descritores: Coluna vertebral, Ergonomia, Lombalgia, Saúde ocupacional. SUMMARY BACKGROUND AND OBJECTIVES: Low back pain is the most frequent spinal disease causing from movement limitation to temporary disability. Studies show its multifactorial etiology, stressingbiomechanical causes, individual characteristics and occupational factors. This study aimed at assessing the effects of kinesiotherapy in occupational low back pain patients. METHOD: This study has evaluated 38 employees of a university of the city of Recife with occupational low back pain, who worked in the sitting position. Employees were evaluated by Self-Perceived Pain Scale, Oswestry andRoland-Morris functional questionnaires and Screening physical evaluation test before and after labor kinesiotherapy sessions. RESULTS: There has been statistically significant pain intensity improvement by the Self-Perceived Pain Scale (p < 0.001) and by Screening physical evaluation test (p = 0.001). However, there has been no significant improvement by Oswestry and Roland-Morris questionnairesanalysis. CONCLUSION: Results allow us to infer that labor kinesiotherapy has improved lumbar pain, decreasing its intensity, improving functional capacity of trunk stabilizing muscles and joint movement amplitude. Keywords: Ergonomics, Low back pain, Occupational health, Spine.
c Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor

308

Lombalgia ocupacional e a postura sentada: efeitos da cinesioterapia...
tracking img