Trabalho proposto em sociologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (345 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
TRABALHO PROPOSTO EM: “OS CONCEITOS SOCIOANTROPOLÓGICOS DE INDIVÍDUO E SOCIEDADE” SLIDE 7.
CONSIDERANDO A PROPOSTA DA MÚSICA E A LEITURA DOS TEXTOS SUGERIDOS, FAÇA UMA BREVE ANÁLISE SOBRE AINFLUÊNCIA DA SOCIEDADE EM NOSSA VIDA. O HOMEM FAZ A SOCIEDADE OU A SOCIEDADE FAZ O HOMEM?
Diante de um mundo em constante mudança, a sociedade sobrevive com a capacidade para encontrar soluções para novosproblemas contanto que não se apresente em um ambiente estacionário.
O homem pode influenciar sua vida através da própria conduta como indivíduo interferindo na sociedade positiva ou negativamente,perpetuando o status quo, como uma simples unidade no organismo social. Desta forma ajuda a transformar o mundo quando necessário.
Considerando que uma sociedade é uma rede de relacionamentos entrepessoas é, portanto, uma interação de via dupla onde a sociedade faz o homem na mesma medida que o homem faz a sociedade, conforme dizia Émile Durkheim.

PESQUISE EM JORNAIS, REVISTAS, INTERNET OULIVROS CASOS CLÁSSICOS EM QUE SE EVIDENCIA A MUDANÇA DE COMPORTAMENTO DO INDIVÍDUO EM VIRTUDE DA INFLUÊNCIA DO MEIO SOCIAL EM QUE VIVE.

Roberto Carlos Ramos é uma exceção nas estatísticasbrasileiras. Viveu dos 6 aos 13 anos de idade longe da família como interno da Febem. Analfabeto, usou drogas e roubou nas ruas de Belo Horizonte. Teve 132 fugas registradas no seu prontuário e foi considerado‘um caso irrecuperável’.
Mas ao contrário do que acontece com milhões de crianças e adolescentes em situação semelhante, não caiu na marginalidade. Aos 13 anos foi adotado por uma francesa que se negoua acreditar que uma criança como ele pudesse ser um caso perdido.
Marguerit Duvas provou que estava certa. Com ela, Roberto aprendeu a ler e a escrever, a falar francês e, principalmente, a dar ereceber afeto. Aprendeu a ter autoestima e autoconfiança. Na França, descobriu a arte de contar histórias. De volta ao Brasil, se formou em Pedagogia e acabou se tornando o que ele mesmo define como...
tracking img